Projetos de leitura na biblioteca escolar: o que dizem as crianças sobre o vivido

Jaqueline Areco de Queiroz, Giana Amaral Yamin, Juliane Ferreira Vieira

Resumo


Este artigo apresenta o resultado de uma pesquisa que envolveu crianças do Quinto Ano do Ensino Fundamental de uma escola pública de Dourados, estado de Mato Grosso do Sul (MS). O estudo desocultou a avaliação dos alunos a respeito das vivências das quais participaram no âmbito da biblioteca da sua escola e que foram protagonizadas por profesoras em formação do Curso de Pedagogia, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). Para atingir aos objetivos, primeiramente, realizou-se uma revisão bibliográfica acerca da contribuição da biblioteca escolar para a formação do sujeito leitor e, também, de estudos ligados à Sociologia da Infância. Posteriormente, os alunos foram convidados a avaliar os projetos, ocorridos no ano de 2016 no espaço da biblioteca – voltados a atividades de literatura em diálogo com múltiplas linguagens. Como instrumento de pesquisa, aplicou-se um questionário. Os dados coletados revelaram que as crianças aprovaram as atividades da biblioteca. Elas acreditam que aprenderam a ler melhor, que se interessaram por histórias, que conheceram novas obras e, ainda, apontaram como o melhor projeto desenvolvido pelas estudantes da UEMS o “Histórias de Assustar”. A pesquisa comprovou que as ações desenvolvidas pelo curso de Pedagogia UEMS atingiram aos seus objetivos.


Palavras-chave


Prática de Leitura. Vozes das crianças. Práticas Pedagógicas.

Texto completo:

PDF

Referências


CAMPELLO, Bernadete. Biblioteca escolar: conhecimentos que sustentam a prática. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2012.

DELGADO, Ana Cristina Coll; MÜLLER, Fernanda. Sociologia da Infância: pesquisa com crianças. Educação e Sociedade. Campinas, v.26, n.91, p. 351-360, mai/ago. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v26n91/a02v2691.pdf. Acesso em: 05 de Maio. 2017.

DEMARTINI, Zeila de Brito Fabri. Infância, Pesquisa e Relatos Orais. In: FARIA, Ana Lúcia Golart de; DERMARTINI, Zelia de Brito Fabri; PRADO, Patrícia Dias. Por uma cultura da infância: metodologias de pesquisa com crianças. 2 ed. Campinas-SP: Autores Associados, 2005.

GOBBI, Márcia. Múltiplas linguagens de meninos e meninas no cotidiano da Educação Infantil. Brasília: MEC, 2010. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=6678-multiplaslinguagens&category_slug=setembro-2010-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 26 de Agosto de 2017.

GREGORIN FILHO, José Nicolau. Literatura infantil: múltiplas linguagens na formação de leitores. São Paulo: Editora Melhoramentos, 2009.

KRAMER, Sonia. A infância e sua singularidade. In: BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Ensino fundamental de nove anos: orientações para a inclusão de crianças de seis anos de idade. Brasília, DF: MEC, 2007. p. 13-24.

LAGO, Ângela. Sete histórias para sacudir o esqueleto: São Paulo, Companhia das Letrinhas, 2002.

RHODEN, Sandra Mara. A pesquisa com crianças: a criança como sujeito de pesquisa. In: 23º Seminário Nacional de Arte e Educação, 2012, Montenegro. Arte: mediações, compartilhamentos, interações, 2012. Disponível em: http://seer.fundarte.rs.gov.br/index.php/Anaissem/article/view/11. Acesso em: 05 de Maio de 2017.

PORTIS, Antoinette. Não é uma caixa. Brasil: Cosac Naify, 2012.

RODRIGUES, Silvia Adriana; BORGES, Tammi Flavie Peres; SILVA, Ana Maria Santana da. Com olhos de criança: a metodologia de pesquisa com crianças pequenas no cenário brasileiro. Nuances: estudos sobre Educação, Presidente Prudente-SP, v. 25, n. 2, p. 270-290, maio/ago. 2014. Disponível em: http://dx.doi.org/10.14572/nuances.v25i2.3188. Acesso em: 05 de Maio de 2017.

SILVA, Fátima Soares da; LEAL, Telma Ferraz. É em grupo ou individual professor? A prática do trabalho em grupo no Centro de Educação da UFPE sob duas óticas: docente e discente 2006 (Artigo de divulgação científica). Disponível em: http://www.fundaj.gov.br/geral/educacao_foco/fatima_soares.pdf. Acesso em: 05 de Maio de 2017.

SOUZA, Renata Junqueira de. Biblioteca escolar e práticas educativas: o mediador em formação. Campinas, SP: Mercado das letras, 2009.

TULLET, Herve. O livro com um buraco. Brasil: Cosac Naify, 2014.

VYGOTSKY. L.S. Interação entre aprendizado e desenvolvimento. São Paulo: Martins Fontes, 1998. Disponível em: https://producoeseconhecimentos.files.wordpress.com/2015/08/5-vygotsky-interecao-entre-aprendizado-e-desenvolvimento-1.pdf. Acesso em: 05 de Maio de 2017.




DOI: https://doi.org/10.30612/hre.v9i16.13110

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.