O teatro da vida cotidiana

Mitsi Pinheiro de Lacerda, Ludymila Aguiar Gemino, Lara Silva Leal

Resumo


O ensaio estabelece conversações entre algumas orientações advindas da prática teatral e da vida cotidiana objetivando trazer, desde o exercício teatral, movimentos também presentes nas pesquisas em Educação. É no cotidiano que as pessoas vivem e criam sua humanidade, e o exercício teatral pode contribuir para a percepção consciente acerca deste espaço familiar. O artigo se desenvolve com a defesa do teatro enquanto prática que possibilita a percepção da alteridade, aproximando-se da relação entre artista e público, e da arte que se faz no interior desta relação. Estas discussões pretendem contribuir para com os estudos do cotidiano, as pesquisas em ciências humanas e as práticas de ensino.

Palavras-chave


Teatro. Pesquisa. Vida Cotidiana

Texto completo:

PDF

Referências


BOAL, Augusto. Jogos para atores e não-atores. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.

CARLOS, Ana Fani Alessandri. O lugar no/do mundo. São Paulo: FFLCH, 2007.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano. Petrópolis: Vozes, 2014.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Introdução: Rizoma. In: __________. Mil Platôs. Capitalismo e Esquizofrenia. Rio de Janeiro: Ed.34, 1995.

HEISENBERG, Werner. Física e filosofia. Brasília: Editora UnB, 1987.

HELLER, Agnes. O Cotidiano e a História. São Paulo: Paz e Terra S/A, 2008.

LACERDA, Mitsi Pinheiro de. Em práticas pedagógicas e investigativas... a surpresa. Revista Entreideias, Salvador, V. 4, N. 1, p. 7-22 jan./jun. 2015.

LEFEBVRE, Henri. Critique of Everyday Life. London: Verso, 1991.

LEFEBVRE, H. A vida cotidiana no mundo moderno. São Paulo: Ática, 1991a.

LÖWY, Michael. As Aventuras de Karl Marx contra o Barão de Münchhausen. Marxismo e Positivismo na Sociologia do Conhecimento. São Paulo: Cortez, 1998.

MATURANA, Humberto. A ontologia da realidade. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1997.

MATURANA, Humberto, VARELA, Francisco. A árvore do conhecimento. Campinas: Editorial Psy, 1995.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Um discurso sobre as ciências. Porto, Portugal: Afrontamento, 1987.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Para além do pensamento abissal. Das linhas globais a uma ecologia de saberes. Novos estudos – CEBRAP. 2007, n. 79, pp. 71-94.

SKLIAR, Carlos. A inclusão que é “nossa” e a diferença que é do “outro.” In. RODRIGUES, Davi (org). Inclusão e educação: doze olhares sobre a educação inclusiva. São Paulo: Summus Editorial, 2006, pp. 16-34.

TARDE, Gabriel. Monadologia e Sociologia. Petrópolis: Vozes, 2003.




DOI: https://doi.org/10.30612/hre.v9i16.10098

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.