A questão indígena nos marcos legais de educação básica

uma análise sobre a BNCC de História

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30612/rehr.v16i31.14791

Palavras-chave:

Base Nacional Comum Curricular, etnocentrismo, historiografia.

Resumo

Neste artigo, objetivamos explanar sucintamente o legado historiográfico etnocêntrico relativo às características das sociedades ameríndias e os processos de conquista e colonização da América. Em seguida, descrevemos o processo de construção da Base Nacional Curricular Comum, sancionada em 2017, focando na abordagem das questões étnicas, especialmente da história dos povos originários da América e, por fim, tecemos uma breve análise dos avanços e das limitações alcançadas quanto a tal temática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Igor Luis Andreo, Universidade Estadual de Londrina

Possui graduação em História pela Universidade Estadual de Londrina (2004), mestrado em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2011) e doutorado em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP - Assis, 2015), com estágio de pesquisa na Universidad Autónoma Metropolitana (UAM ? México D.F., 2013). Atualmente é docente da Universidade Estadual de Londrina e docente do Instituto Nossa Senhora Auxiliadora (Rede Salesiana de Escolas). Tem experiência na área de História, com ênfase em História Latino-Americana.

José Victor Joly, Universidade Estadual de Londrina

Possui graduação em História pela Universidade Estadual de Londrina (2019). Durante a graduação, participou do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID/CAPES) entre 2015 e 2016, com participação em Projeto de Iniciação Científica. Tem experiência na área de História Militar.Desenvolve pesquisas na área de História do Tempo Presente, História, Política contemporânea brasileira e Novas Direitas.

Referências

ANDRADE, Juliana; GIL, Carmem; BALESTRA, Juliana. Apresentação do Dossiê: Ensino de História, Direitos Humanos e Temas sensíveis. Revista História Hoje. v. 7, n. 13, 2018.

BRASIL, Ministério da Educação. Base nacional comum curricular. Brasília-DF: MEC, Secretaria de Educação Básica, 2017.

BRUIT, Héctor Hernán. América Latina: quinhentos anos entre a Resistência e a Revolução. Revista Brasileira de História. n. 21, 1995.

_____. Bartolomé de Las Casas e a Simulação dos Vencidos. UNICAMP, SP. 1992.

CANDAU, V. M. et al. Educação em Direitos Humanos e formação de professores(as). São Paulo: Cortez, 2013.

CERRI, L. F. Os objetivos do ensino de história. Londrina, 1999, p. 137-146. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/276233088. Acesso em: 22 jun. 2018.

FERNANDES, Luiz Estevam; MORAIS, Marcus Vinícius de. Renovação da história da América. In: KARNAL, Leandro (org.). História na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2010. pp. 143-151.

FLEURI, Reinaldo Matias. Intercultura e educação. Revista Brasileira de Educação [online]. 2003, n. 23 [Acessado 27 Maio 2021], pp. 16-35. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S1413-24782003000200003>. Epub 06 Nov 2006. ISSN 1809-449X. https://doi.org/10.1590/S1413-24782003000200003.

GRUZINSKI, Serge. O pensamento mestiço. São Paulo: Cia das Letras, 2002. p. 416.

MUNANGA, Kabengele. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil: identidade nacional versus identidade negra. Belo Horizonte: Autêntica, 2006. p. 152.

NAVARRETE, Federico. Las relaciones inter-étnicas en México. México D.F: UNAM, 2004. p. 178.

NÓVOA, Antonio. A formação contínua entre a pessoa-professor e a organização escola. vol. 4. Lisboa: Inovação, 1991.

OLIVEIRA, Reginaldo Aparecido de. Educação em Direitos Humanos e a BNCC. In: Aspectos históricos, políticos e culturais da educação brasileira 2 [recurso eletrônico] / Organizadores Marcelo Máximo Purificação, Maria Teresa Ribeiro Pessoa, Sandra Célia Coelho Gomes da Silva. – Ponta Grossa, PR: Atena, 2020.

OLIVEIRA, Suzane Rodrigues de. Representações das sociedades indígenas nas fontes históricas coloniais: propostas para o ensino de história. Anos 90, Porto Alegre, v.18, n. 34, p. 177-212, 2011. Disponível em: www.seer.ufrgs.br/index.php/anos90/article. Acesso em 26 ma.2021.

RÜSEN, Jörn. Didática da História: passado, presente e perspectivas a partir do caso alemão. In: Práxis Educativa, n.2, v.1. jul/dez 2006. Ponta Grossa.

SANTOS, Eduardo Natalino. Deuses do México Indígena: Estudo comparativo entre narrativas espanholas e nativas. São Paulo: Palas Athena 2002. p. 384.

ZAMBONI, Ernesta; BERGAMASCHI, Maria Aparecida. Povos indígenas e ensino de história: memória, movimento e educação. In: Congresso de Leitura do Brasil, 17. 2009, Campinas, do 17º COLE, SP: ALB, 2009.

Downloads

Publicado

01-06-2022

Como Citar

Andreo, I. L., & Joly, J. V. (2022). A questão indígena nos marcos legais de educação básica: uma análise sobre a BNCC de História. Revista Eletrônica História Em Reflexão, 16(31), 43–58. https://doi.org/10.30612/rehr.v16i31.14791