“DOS DESEJOS QUE NÃO SE TOLHEM”: REFLEXÕES EM TORNOS DE PRÁTICAS SEXUAIS HOMOERÓTICAS

Patricia Rosalba Salvador Moura Costa

Resumo


O objetivo deste artigo é trazer ao debate formas de articulação de discursos institucionais que conectam crimes sexuais, homossexualidade, homofobia familiar e justiça na cidade de Aracaju-Sergipe, na década de 1990. Trata-se de uma pesquisa interdisciplinar com base nas áreas de Antropologia e Sociologia, cuja metodologia está centrada no uso de fontes documentais, especialmente processos criminais. A base teórica orienta-se através dos estudos sobre sexualidades, gêneros e corpos, tendo como referências Foucault (1981,1988, 2009), FRY (1982, 1983, 1990), GREEN (2003, 2006), BORRILLO (2001), SCHULMAN (2010) e GROSSI (1995, 2003, 2010). O artigo evidencia fatos que expressam práticas de rejeição e tolhimento da liberdade de escolha sexual de jovens, através de formas diferenciadas de criminalização da homossexualidade, baseadas na busca de meios jurídicos para ratificar atitudes de hostilidades para com os jovens homossexuais.


Texto completo:

PDF


________________________________________________________________________

ISSN 2317-8590 (O código ISSN é único para todas as edições)
Todos os direitos reservados ao Programa de Pós-Graduação em Antropologia - PPGAnt/UFGD
UFGD - Universidade Federal da Grande Dourados
FCH - Faculdade de Ciências Humanas
Rodovia Dourados-Itahum, Km 12 - Caixa Postal 533 - Cidade Universitária
Dourados-MS (Brasil) - CEP 79804-970

  

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.