Taussig, Michael. “O diabo e o fetichismo da mercadoria na América do Sul” (386 páginas). Tradução: Priscila Santos da Costa. 1° Ed. São Paulo. Editora Unesp, 2010.

Natacha Simei Leal

Resumo


Dizer que “O diabo e o fetichismo da mercadoria na América do Sul” (2010) é uma das grandes obras da antropologia não é uma simples força de expressão para dar início a uma resenha. Taussig, ao descrever o pacto com o diabo realizado por trabalhadores rurais das plantações de cana na Colômbia e mineiros da Bolívia, problematiza a narrativa etnográfica, discute com primazia a obra de Karl Marx, Walter Benjamin, Marcel Mauss e Georges Bataille, pensa a história, os sentidos da religião e do mercado, além de escrever brilhantemente: o texto de Michael Taussig é crítico, denso e envolvente.

Texto completo:

PDF


________________________________________________________________________

ISSN 2317-8590 (O código ISSN é único para todas as edições)
Todos os direitos reservados ao Programa de Pós-Graduação em Antropologia - PPGAnt/UFGD
UFGD - Universidade Federal da Grande Dourados
FCH - Faculdade de Ciências Humanas
Rodovia Dourados-Itahum, Km 12 - Caixa Postal 533 - Cidade Universitária
Dourados-MS (Brasil) - CEP 79804-970

  

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.