Musicalidade, bebês e matemática - o corpo que embala

Herica Cambraia Gomes, Simone Bueno, Edvonete Souza de Alencar

Resumo


Este artigo busca reflexões acerca da musicalidade nos bebês com idade de 6 à 18 meses e sua possível estimulação neurocognitiva no desenvolvimento do pensamento matemático. O aporte teórico fundamenta-se em Edgar Willems (1968, 2002), Gordon (2000, 2008), Dehaene & Cohen (1995), Muszkat (2008, 2010, 2012) e Le Bouche (1987). Apresenta a estruturação do projeto “O corpo que embala” desenvolvido com bebês com e sem deficiências, como possibilidade de prática e organização de futuras ações educativas e cuidadoras, objetivos da educação infantil, primeira etapa da Educação Básica. Visa o enriquecimento da formação de pais e educadores.

Palavras-chave


Musicalidade. Bebês. Pensamento Matemático.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.