O estado da arte das pesquisas em ensino de Geografia que discutem a questão racial no Brasil

Ana Carolina dos Santos Marques, Ricardo Lopes Fonseca

Resumo


A educação se evidencia como um dos instrumentos com maior potencial na luta pela superação do racismo. Ao pensarmos no ensino de geografia, defendemos que ele pode contribuir para o debate racial e a busca pela igualdade racial. Compreender como este debate tem sido feito, no Brasil, é fundamental. Assim, esta pesquisa objetiva realizar o estado da arte da questão racial no ensino de geografia a fim de compreender de que forma esta questão tem sido discutida, nos artigos publicados em periódicos, dissertações e teses de ensino de geografia. Este estado da arte foi realizado por meio da verificação em periódicos nacionais e de uma busca no Catálogo de Teses e Dissertações da CAPES. As pesquisas encontradas foram analisadas e categorizadas, com base na análise textual discursiva (SOUSA, GALIAZZI, 2017) e na análise de conteúdo (BARDIN, 1977). O panorama da produção científica investigada revela uma escassez da discussão racial no ensino de geografia, no Brasil, sendo encontradas 29 pesquisas apontando para a emergência desta discussão.


Palavras-chave


Questão racial; Ensino de Geografia; Estado da arte, Brasil

Texto completo:

PDF_1528-0004

Referências


ANJOS, Rafael Sanzio Araújo dos. Geografia, a África e os Negros Brasileiros. In: MUNANGA, Kabengele (Org.). Superando o Racismo na escola. 2 ed. Brasília: Ministério da Educação, Secretária de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005, p. 173-184.

ANJOS, Rafael Sanzio Araújo dos. A África, a educação e a Geografia. In: BRASIL, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Org.). Educação anti-racista: caminhos abertos pela Lei Federal n°10.639/03. Brasília: Ministério da Educação, Secretária de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005b, p. 167-184.

BARDIN, Laurence. L’analyse de contenu. 8 ed. Paris: Presses Universitaires de France, 1977.

BRASIL. Lei nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei nª 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira”, e dá outras providências. Lei 10.639, de 9 de janeiro de 2003, Brasília, 2003.

BRASIL. Edital de Convocação para o Processo de Inscrição e Avaliação de Obras Didáticas para o Programa Nacional do Livro Didático – PNDL 2018. Ministério da Educação, Brasília – DF, 2015.

CAVALCANTI, Lana de Souza. Geografia escolar e a construção de conceitos no ensino. In: ______. Geografia, escola e construção de conhecimentos. Campinas, São Paulo: Papirus, 1998, p. 87-136.

CRUZ, Mariléria dos Santos. Uma abordagem sobre a história da educação dos negros. In: ROMÃO, Jeresu (Org.). História da Educação do negro e outras histórias. Brasília: MEC, Secretaria da Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005. p. 21-34

D’AVILA, Jerry. Diploma de brancura: política social e racial no Brasil – 1917-1945. São Paulo: Editora UNESP, 2006.

DAMIANI, Amélia Luisa. A Geografia e a construção da cidadania. In: CARLOS, Ana Fani Alessandri (org.). A Geografia na sala de aula. 8 ed. São Paulo: Contexto, 2006, p. 50-61.

DOMINGUES, Petrônio. O mito da democracia racial e a mestiçagem em São Paulo no pós-abolição (1989-1930). Tempos Históricos, Marechal Cândido Rondon, v. 5, n. 6, p. 275-292, 2004.

DOMINGUES, Petrônio. Movimento Negro Brasileiro: alguns apontamentos históricos. Tempo, Rio de Janeiro, v. 12, n. 23, p. 100-122, 2007.

FERREIRA, N. S. de A. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade, Campinas, v. 23, n. 79, p. 257-272, 2002.

FONSECA, Ricardo Lopes; SALVI, Rosana Figueiredo; TORRES, Eloiza Cristiane. O estado da arte das pesquisas em dissertações de mestrado em ensino de Geografia: contribuição para uma avaliação a partir das pesquisas nos programas nacionais de stricto sensu (2008 – 2012). Anpege, Rio de Janeiro, v. 10, n. 13, p. 141-163, jan./jul. 2014.

FONSECA, Ricardo Lopes. Avaliação da preparação de graduandos de Geografia para a inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais. 2015. 183 f. Tese (Doutorado em Geografia) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2015.

GLASS, Ronald D. Entendendo raça e racismo: por uma educação racialmente crítica e antirracista. Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 93, n. 235, p. 883-913, set./dez. 2012.

GOMES, Nilma Lino. Educação e Identidade Negra. Aletria, Belo Horizonte, v. 9, p. 38-47, 2002.

GOMES, Nilma Lino. Educação e relações raciais: refletindo sobre algumas estratégias de atuação. In: MUNANGA, Kabengele (Org.). Superando o Racismo na escola. 2. ed. Brasília: Ministério da Educação, Secretária de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005, p. 143-154.

GOMES, Nilma Lino. Movimento Negro e educação: ressiginificando e politizando a raça. Educação e Sociedade, Campinas, v. 33, n. 120, p. 727-744, jul./set. 2012.

GONÇALVES, Luiz Alberto Oliveira; SILVA, Petronilha Beatriz Gonçalves e. Movimento negro e educação. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 15, p. 134-158, set./dez. 2000.

IBGE. População chega a 205,5 milhões, com menos brancos e mais pardos e pretos. 2017a. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2018.

IBGE. PNAD Contínua 2016: 51% da população com 25 anos ou mais do Brasil possuíam apenas o ensino fundamental completo. 2017b. Disponível em: . Acesso em: 16 mar. 2019.

OLIVEIRA, Leyla Beatriz de Sá; CUNHA JÚNIOR, Henrique Antunes. A importância da lei federal nº. 10.639/03. África e Africanidades, Rio de Janeiro, v. 4, n. 16/17, p. 1-6, fev./maio 2012.

SANT’ ANA, Antonio Olimpio. História e Conceitos Básicos sobre o Racismo e seus Derivados. In: MUNANGA, Kabengele (Org.). Superando o Racismo na escola. 2 ed. Brasília: Ministério da Educação, Secretária de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005, p. 39-67.

SILVA, Maria Nilza da. O negro no Brasil: um problema de raça ou de classe?. Mediações, Londrina, v. 5, n. 2, p. 99-124, jul./dez. 2000.

SILVÉRIO, Valter Roberto. Ação Afirmativa: uma política pública que faz a diferença. In: PACHECO, Jairo Queiroz; SILVA, Maria Nilza da (Orgs.). O negro na universidade: o direito a inclusão. Brasília, DF: Fundação Cultural Palmares, 2007, p. 21-50.

SOUSA, Robson Simplicio de; GALIAZZI, Maria do Carmo. A categoria na análise textual discursiva: sobre método e sistema em direção à abertura interpretativa. Revista Pesquisa Qualitativa, São Paulo, v. 5, n. 9, p. 514-538, dez. 2017.

WIEVIORKA, Michel. O racismo, uma introdução. São Paulo: Perspectiva, 2007.




DOI: https://doi.org/10.5418/RA2019.1528.0004

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

 

 

 

 


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.