Perfil do consumidor de carne ovina na cidade de Dourados – MS

Luis Gustavo Castro Alves, Camila Magalhães da Cunha, Alexandre Rodrigo Mendes Fernandes, Fernando Miranda de Vargas Junior, Adriana Sathie Ozaki Hirata, Marcos Rubens da Silva Paes, Roseane Scheufele Messa, José Carlos da Silveira Osório

Resumo


O objetivo deste estudo foi quantificar a frequência do consumo de carne de diferentes espécies de animais e caracterizar o consumidor de carne de ovelha em Dourados-MS. O instrumento de coleta utilizado foi um questionário estruturado, com objectivos e questões qualitativas. As inferências da pesquisa são mais representativo para os consumidores de ambos os sexos (macho e fêmea), entre 20 e 39 anos de idade, com renda familiar entre 1 e 6 salários mínimos e incompleto ensino superior. O menu da maioria dos entrevistados é composto de carne de aves - duas vezes por semana, gado de corte - 3 vezes por semana, carne de porco e peixe - uma vez por semana. Sobre o consumo de carne de ovelha, 28,75% dos entrevistados não consomem carne de ovino e o odor característico e forte sabor da carne de ovino foi o atributo mais comentado e 71,25% dos entrevistados consomem carne de ovino, portanto, há um mercado potencial para consumo de carne de ovelhas na cidade de Dourados. Entre as preferências dos consumidores, é o corte da perna moderado com a mistura de sal, vinho e ervas, preparadas na churrasqueira e com a carne ao ponto, no momento do consumo.


Palavras-chave


commercial cuts, consumer market, preferences, meat, online questionnaire

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/agrarian.v10i37.6671

Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.