Aplicação de diferentes herbicidas para dessecação em pré-colheita de soja

Mateus Azevedo, Carlos Alberto Pagnoncelli, Sidiane Coltro-Roncato, Sheila Cordeiro Silva- Matte, Edilaine Della Valentina Gonçalves, Omari Dangelo Forlin Dildey, Anderson Luis Heling

Resumo


A dessecação pré-colheita da soja promove uniformidade no estande reduzindo a exposição das sementes após a maturação fisiológica devido ao efeito desfavorável do ambiente. Objetivou-se avaliar o efeito da aplicação de herbicidas para dessecação em pré-colheita na produtividade, número de grãos esverdeados e germinação de sementes de soja. Primeiramente foi conduzido experimento a campo em delineamento experimental de blocos casualizados com 5 repetições. O segundo foi realizado em laboratório em delineamento inteiramente casualizado com 4 repetições. Os tratamentos consistiram de aplicações de herbicida dessecante glufosinato de amônio no estádio R7.1, paraquat e diquat no estádio R7.2, e o tratamento testemunha (sem dessecação). As variáveis analisadas foram: produção, grãos esverdeados, primeira contagem e germinação das sementes. A aplicação de glufosinato de amônio apresentou 14% a menos na produtividade da soja que o paraquat (5479,94 kg ha-1) e diquat (5473,32 kg ha-1), além da maior porcentagem (2,4) de sementes esverdeadas, sendo que o estádio fenológico e as condições climáticas podem ter influenciado os resultados. A aplicação dos herbicidas dessecantes não interferiu na germinação e na primeira contagem das sementes, pois estes não diferiram entre os tratamentos. 


Palavras-chave


Diquat, glufosinato de amônio, Glycine max, paraquat, produção

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.