Correlação dos componentes tecnológicos da cana-de-açúcar com a quantidade de carbono orgânico num latossolo em Rio Brilhante, MS

Rafael Montanari, Max Alexandre Oliveira Honorato, Arthur Pereira da Silva, Elizeu de Souza Lima, Adriany Rodrigues Correa, Douglas Martins Pereira Pellin, Evelize Nayara Santana da Silva

Resumo


A cana-de-açúcar (Saccharum spp) tornou-se uma das culturas de maior importância econômica em todo mundo. Este fato é devido à sua múltipla utilização que proporcionou, concomitantemente, rápido crescimento da economia brasileira e aumento das especulações e dúvidas a respeito de seu cultivo. O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito do cultivo intensivo da área, sobre alguns componentes tecnológicos da cana-de-açúcar correlacionados com atributos químicos do solo, nas camadas 0,00-0,20 e 0,20-0,40 m. O experimento foi realizado na Usina de Bioenergia Eldorado localizada no Município de Rio Brilhante, sendo um total de 80 amostras todas georreferenciadas. Os componentes tecnológicos avaliados foram: açúcares totais recuperáveis (ATR), expresso em kg t-1; sólidos solúveis totais (BRI), sacarose no caldo (POL), pureza aparente (PUR) e fibra (FIB), expressos em %. Já os atributos do solo foram: estoque de carbono (EC) e carbono orgânico (CO). O teor de carbono orgânico e o seu estoque revelaram-se como atributos potencialmente aptos para a definição de duas zonas específicas de manejo do solo. Em futuros trabalhos voltados à agricultura de precisão, que empreguem os mesmos atributos do solo e da planta que os do presente estudo, os alcances recomendados deverão estar compreendidos entre 119 e 922 m.


Palavras-chave


agricultura de precisão, geoestatística, manejo do solo, Saccharum spp.

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.