Moeda única no Mercosul: esse passo é possível?

Enrique Duarte Romero

Resumo


As tentativas de união entre os países da América do Sul remontam desde o momento em que começaram sua independência dos países ibéricos, Espanha e Portugal. Essa idéia continuou no século passado especificamente na segunda metade que a pesar do regime ditatorial reinante em toda América do Sul, existiam tentativas como ALALC/ALADI (Associação latino-americana de livre comércio/Associação latino-americana de integração), mas devido à desconfiança mútua entre os dois maiores países da região, Brasil e Argentina, estas idéias não passaram de mera retórica. Quando na região imperou o regime democrático houve a percepção que com a união teriam muito a ganhar, do que separados e, nesse contexto surgiu o Mercosul mediante o Tratado de Assunção em 1991. O objetivo proposto é a de chegar ao Mercado Comum com livre mobilidade de bens, dos fatores de produção e da mão-de-obra, para que esta união seja mais firme ainda existe a discussão da implementação de uma moeda única no longo prazo. Para se chegar a este estágio existe a necessidade de uma harmonização macroeconômica entre os países integrantes, já que existem muita assimetria entre eles.

Palavras-chave


Harmonização macroeconômica. Assimetria. União monetária.

Texto completo:

PDF




 
 
 
Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.