Pentecostalismo católico e entrecruzamentos políticos, teológicos e sociais com a renovacão carismática católica.

Fernanda Ferrari Palma

Resumo


Este artigo aborda a história de um movimento da igreja católica denominado rcc, renovação cariamática católica, desde sua fundação nos EUA até sua chegada ao Brasil por volta de 1967. Apresento a história da beata Elena Guerra, responsável pela reativação das experiências intensas com o sagrado dentro do catolicismo, considerando-a como possível mito fundador da rcc; e a relação com o que se pode chamar pentecostalismo católico, tento em vista a influência do pentecostalismo no catolicismo carismático através das vivências dos fenômenos atribuídos à figura do espírito santo. A renovação carismática católica em seus 50 anos de existência no Brasil se tornou palco de inúmeros acontecimentos no interior da igreja católica e em todo contexto social e religioso brasileiro. A raiz pentecostal visível nas características de fervor emocional e experiências corporais presentes em suas práticas rituais torna possível compreender as resistências da instituição católica em relação a outras formas de religiosidades, bem como a consequente luta por firmar sua identidade. Com a retomada da história do pentecostalismo se resgata também reflexões sobre o contexto social e político da rcc no cenário nacional frente ao surgimento da teologia da libertação que caracterizou o movimento de esquerda dentro da igreja católica; e a influencia dos cultos afro-brasileiros nas formas de louvor adotadas pelos movimentos pentecostais e, contradizendo a este cenário de herança e elo, está o infindável combate às religiões afro-brasileiras travado pelo movimento carismático católico. O campo religioso-católico-carismático, ou do “pentecostalismo católico”, abordado neste artigo, trouxe a possibilidade de refletir sobre o contexto histórico, social, político e institucional que constrói e legitima a prática religiosa; a diversidade de ofertas religiosas configurando um contexto de disputa de bens simbólicos; e a ligação sistêmica entre os fatores diacrônicos e sincrônicos, internos e externos, vividos individualmente e coletivamente numa experiência de inseparabilidade.

Palavras-chave


Renovação carismática católica. Pentecostalismo católico. Disputa de bens simbólicos.

Texto completo:

PDF

Referências


BERGER, Peter; LUCKMANN, Thomas. 2004. Modernidade, pluralismo e crise de sentido: a orientação do homem moderno. Petrópolis: Vozes.

BÍBLIA SAGRADA. 1989. Tradução dos originais mediante a versão dos Monges de Maredsous (Belgica). Editora Ave Maria, 65 edição, São Paulo.

BOURDIEU, P. 1996. Marginália: Algumas notas adicionais sobre o dom. Mana, outubro, vol.2, no.2.

BOURDIEU, P. 1987. A economia das trocas simbólicas. 2a Ed. São Paulo: Perspectiva.

BORGES, Alexandre. A RCC no Brasil. Disponível em: http://www.portalcarismatico.com.br/menu/movimento/historia5.htm. Acessado em 2016.

CARRANZA DÁVILA, Brenda Maribel. 1998. Renovação Carismática Católica: Origens, Mudanças e Tendências. Campinas- SP: Dissertação de Mestrado, Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

CARRANZA DÁVILA, Brenda Maribel. 2009. Novas Comunidades Católicas: Em busca do espaco Pós-moderno. Editora Idéias e letras, Aparecida-SP.

CNBB. 1994. Orientações Pastorais Sobre a Renovação Carismática Católica. Doc. 53, Brasília.

CORTEN, André. 1996. Os Pobres e o Espírito Santo: O pentecostalismo no Brasil. Ed. Vozes, Petrópolis.

DAMACENA, Andréa Martins. 2004. Experiências religiosas: um estudo sobre mística e autonomianos discursos e práticas religiosas dos católicos e carismáticos. Tese de Doutoramento. Programa de pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janeiro.

ELÍADE, Mircea. 2001. O sagrado e o Profano. Martins Fontes, São Paulo.

ELÍADE, Mircea. 1969. O Mito do Eterno Retorno. Edições 70. Lisboa.

FABRI, Marcio dos Anjos. 1998. Sob o Fogo do espírito. Ed Paulinas. São Paulo.

FRESTON, Paul. 1999. Protestantismo e democracia no Brasil. Universidade de São Carlos. http://www.lusotopie.sciencespobordeaux.fr/freston.pdf.

GUERRA, Lemuel. 2003. As influencias da lógica mercadológica sobre as recentes transformações da igreja católica. Revista de estudos da religião- REVER, São Paulo, n.2. Disponível em: http://www.pucsp.br/rever/rv2_2003/p_guerra.pdf. Acesso em: fev. 2017.

HÉBRARD, Monique. 1992. Os Carismáticos. Editora Perpétuo Socorro, Porto.

MACHADO, Maria das Dores Campos. 1996. Carismáticos e Pentecostais: adesão religiosa na esfera familiar. Autores Associados/ ANPOC, São Paulo.

MARIANO, Ricardo. 1995. Os neopentecostais e a Teologia da Prosperidade. Dissertação de Mestrado em Sociologia, Departamento de Sociologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

MARIANO, Ricardo. 1999. Neo Pentecostais: Sociologia do novo pentecostalismo no Brasil. Edições Loyola, São Paulo.

MARIZ, Cecília Loreto. A Renovação carismática Católica: uma igreja dentro da igreja. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/civitas/article/view/115.

MARIANO, Ricardo. 2004. A Renovação Carismática Católica no Brasil: uma revisão bibliográfica. InRodrigues, Donizete (org). Em nome de Deus: A revisão da Sociedade Contenporânea. Edições Afrontamento, Porto.

OLIVEIRA, Pedro A. Ribeiro. 1977. A Renovação Carismática Católica- notas de pesquisa. In: Cadernos do ISER, n.6, p.25-30, Rio de Janeiro.

OLIVEIRA, Pedro A. Ribeir. 1978. A Renovação Carismática Católica.Uma Análise Sociológica Interpretacões Teológicas. Vozes, Petrópolis-RJ.

OLIVEIRA, Roberto Cardoso de. 2000. O trabalho do antropólogo. EditoraUnesp, 3 edição, São Paulo. Portal da RCC no Brasil: http://rccbh.com.br/CapelaVirtual_RCCBH.aspx

REIS, Reinaldo Bezerra. 2009. Escutai o Espírito Santo: Helena Guerra e João XXIII no século do Espírito Santo. Editora RCC Brasil, Porto Alegre.

ROLIM, Francisco Cartaxo. 1997. Dicotomias religiosas, ensaio de sociologia da religião. Vozes, Petrópolis-RJ.

SIEPIERSKI, Carlos Tadeu. 2001. “De bem com a vida”: O Sagrado Num mundo em transformacão. Tese de Doutorado Apresentada ao Departamento de Antropologia Social da Faculdade de Filosofia, da Universidade de São Paulo- USP, São Paulo.

SOUZA, André Ricardo. 2001. Padres Cantores, Missas Dançantes: A Opção da Igreja católica pelo espetáculo com mídia e marketing. Dissertação de mestrado- Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas. Universidade de São Paulo, São Paulo.

SUNG, Jung Mo. 2014. Mercado Religioso e mercado como religião. Dossiê: Religião, Mercado e Mídia. Horizonte, v.12, n. 34, p.290-315, abr./jun. ISSN 2175-5841. Belo Horizonte.

TEIXEIRA, Faustino. O catolicismo no Brasil. Disponível em: http://fteixeira-dialogos.blogspot.com.br/2010/04/o-catolicismo-no-brasil.html.

VOLCAN, Marcos Dione Ugoski. 2003. Renovação Carismática Católica: uma leitura teológica e pastoral. Tese de Mestrado, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.




DOI: https://doi.org/10.30612/nty.v6i9.9522

________________________________________________________________________

ISSN 2317-8590 (O código ISSN é único para todas as edições)
Todos os direitos reservados ao Programa de Pós-Graduação em Antropologia - PPGAnt/UFGD
UFGD - Universidade Federal da Grande Dourados
FCH - Faculdade de Ciências Humanas
Rodovia Dourados-Itahum, Km 12 - Caixa Postal 533 - Cidade Universitária
Dourados-MS (Brasil) - CEP 79804-970

  

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.