Da interpretação de Gilberto Freyre e Roberto Damatta sobre a formação moderna da sociedade brasileira à crítica sociológica de Jessé de Souza

João Gustavo Jara Russo, Wellington dos Santos

Resumo


Este estudo aborda os aspectos acerca da problematização do conceito de “identidade nacional” e “formação social” na obra Casa Grande & Senzala de Gilberto Freyre utilizando este como “ponte metodológica” para expor as leituras críticas do sociólogo Jessé de Souza em relação às “teorias culturalistas”: paradigma das ciências sociais onde categorias-analíticas pré-modernas como “personalismo” e “patrimonialismo”, por exemplo, atualizadas pelo antropólogo social Roberto DaMatta são apresentadas como ferramentas para se pensar o Brasil contemporâneo. Ao reunir e comparar os principais textos dos autores sobre a questão “modernização” (Carnavais, malandros e heróis de DaMatta e A modernização seletiva de Jessé), por meio de revisão bibliográfica, indica-se que instituições como Estado, sociedade civil e mercado não podem ser confundidas ou dominadas pelo “capital social de relações pessoais”, mas sim entendidas como campos de interesses sociais.

Palavras-chave


Casa Grande & Senzala. Teorias culturalistas. Jessé de Souza.

Texto completo:

PDF

Referências


DAMATTA, Roberto. Relativizando – uma introdução à antropologia social. Rio de Janeiro, 1987.

DAMATTA, Roberto. O que faz o brasil, Brasil. Rio de Janeiro, 1994.

DAMATTA, Roberto. O que é Brasil. Rio de Janeiro: ROCCO, 2004.

DAMATTA, Roberto. Carnavais, malandros e heróis: para uma sociologia do dilema brasileiro. 6º Ed. Rio de Janeiro, ROCCO, 1997.

FREYRE, Gilberto. Sobrados e Mocambos – decadência do patriarcado rural e desenvolvimento do urbano. 15° ed. Global. São Paulo, 2004.

IANNI, Octávio. A ideia de Brasil moderno. São Paulo, Ed. Brasiliense,1994.

SOUZA, Jessé. A modernização seletiva – uma interpretação do dilema brasileiro. São Paulo, Ed. UnB, 2000.

SOUZA, Jessé. A ralé brasileira – quem é e como vive. Belo Horizonte, Ed. UFMG, 2009.

SOUZA, Jessé. A invisibilidade da desigualdade brasileira. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2006.

SOUZA, Jessé. A tolice da inteligência brasileira: ou como o país se deixa manipular pela elite. São Paulo, Ed. LeYa, 2015.

SOUZA, Jessé. A elite do atraso – da escravidão à lava jato. Rio de Janeiro, Ed. LeYa, 2017.

SOUZA, Jessé. A sociologia dual de Roberto Da Matta: descobrindo nossos mistérios ou sistematizando nossos auto-enganos? RBCS vol. 16 n° 45, fevereiro/2001.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. O espetáculo das raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil - 1870-1930. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

ORTIZ, Renato. Cultura brasileira e identidade nacional. São Paulo, Ed. Brasiliense, 2006.




DOI: https://doi.org/10.30612/mvt.v7i13.10637

ISSN Eletrônico: 2358-9205

 

Indexadores:

 

          

   

 

    

 

oasisbr

   

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.