O Brasil e a sua fronteira com o Islã: o caso do Suriname

Monique Sochaczewski Goldfeld, Tassio Franchi

Resumo


O intuito do artigo é apresentar brevemente a história do Suriname e da presença do Islã neste, contextualizando, portanto, a ligação desse país com a Organização da Cooperação Islâmica, organização que integra desde 1996 e amplia suas relações nos últimos anos. A pesquisa justifica-se por se tratar do país com o qual o Brasil tem significativa fronteira, mas segue ainda de pouco conhecimento acadêmico e do público em geral. Faz-se revisão da literatura consolidada e pesquisa empírica em arquivos pessoais e periódicos, bem como entrevistas temáticas de História Oral, buscando apresentar amplo painel de país em que as relações bilaterais passam fortemente pelo campo da Defesa e que apresenta um Islã bastante dissonante de radicalismo e intolerância apresentado largamente pela mídia e outras fontes.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/rmufgd.v6i12.6729

Monções: Revista de Relações Internacionais da UFGD - ISSN 2316-8323 - Dourados - MS, Brasil.

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.