Jogos de oposição: inovação pedagógica para o ensino das lutas na educação física escolar

Sérgio Luiz Carlos dos Santos, Jacqueline da Silva Nunes

Resumo


As Lutas estão definidas na sociedade de inúmeras maneiras, constituindo o denominado “imaginário coletivo” que deturpa seus reais sentidos e definições. Para compreender melhor essas nuances sociais que envolvem o tema, é necessário identificar como literatura os parâmetros curriculares, em nível nacional e estadual no Brasil e no Paraná, que se posicionam frente a tais paradigmas sociais que impedem a consolidação do uso correto do conteúdo estruturante de Lutas nas escolas. Então, é preciso analisar os conteúdos dos Jogos de Oposição, para entender as diferentes possibilidades como inovações pedagógicas de aplicação prática no âmbito escolar e, apresentar um 1ª nova visão metodológica com relação ao ensino das Lutas na escola brasileira.


Palavras-chave


Lutas. Inovações Pedagógicas. Jogos de Oposição. Imaginário coletivo. Âmbito escolar.

Texto completo:

PDF (Español (España))

Referências


ALVES, E.D.Jr., in GUEDES, O.C. (org). Judô evolução técnica e Competição. João Pessoa: Idéia, 2001.

BETTI, M. A janela de vidro. São Paulo: Papirus, 1998.

BOTELHO, Rafael Guimarães e SOUZA, José Maurício Capinussú, Bullyng e Educación Física na Escuela; Características, casos conseqüências e estratégia de intervenção. Universitat Autònoma de Barcelona-Bellaterra -Barcelona –España. Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO) -Niterói -RJ - Brasil. 15.10.2007. Revista de Educación Física 2007; 139:58-70.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Educación Física /Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/ SEF,1998.

BROTTO, F. O. Juegos Cooperativos: o jogo e o esporte como um exercício de convivência. Santos, SP: projeto cooperação, 2001.

BRASÍLIA. FALEIROS, Vicente de Paula e FALEIROS, Eva Silveira. Escuela que protege: enfrentando a violência contra crianças e adolescentes. Coleção educação para todos, edição eletrônica, 2007. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade.

COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do ensino da Educación Física. Cortez, 1992. São Paulo.

DOS SANTOS, S.L.C. (Organizador). Bushido e Artes Marciais: contribuições para a Educação Física Contemporânea. 2019. Editora CRV Ltda. Curitiba.

DOS SANTOS, S.L.C. Juegos de Lucha: enseñanza en la Educación Física Escolar. 2018. Editora CRV Ltda. Curitiba.

DOS SANTOS, S.LC. (Org.) Esportes de Combate. Ensino na Educação Física Escolar. 2017. Editora CRV Ltda. Curitiba.

DOS SANTOS, Sérgio Luiz Carlos. Jogos de Oposição: Ensino de Lutas na Escola. 2012. Phorte Editora. São Paulo.

DOS SANTOS, S.L.C. ET AL. Artes Marciais, Esportes de Combate ou Jogos de Oposição? EFDeportes.com, Revista Digital. Buenos Aires, Año 15, Nº 148, Septiembre de 2010. Disponível em: http://www.efdeportes.com/.

DOS SANTOS, Sérgio L. C. e outros. Juegos de Oposición: nova metodologia de ensino dos esportes de combate. EFDeportes.com, Revista Digital. Buenos Aires, v. 14, n. 141, fevereiro 2010. Disponível em: http://www.efdeportes.com/.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 42 ed. Rio de Janeiro, editora Paz e Terra, 2005.

NASCIMENTO, Paulo R.B do e ALMEIDA, Luciano de, A tematização das Luchas na Educación Física Escolar: restrições e possibilidades, Revista Movimento, Porto Alegre, v. 13, n. 03, p. 91-110, setembro/dezembro de 2007. (04/07/2007).

OLIVEIRA, Saulo Bonfim de, REIS FILHO, Adilson Domingues dos. Ensino de Luchas na escuela: elemento pedagógicoou estímulo à violência? EFDeportes.com, Revista Digital. Buenos Aires - Año 18 - Nº 180 - Mayo de 2013. Disponível em: http://www.efdeportes.com/.

OLIVIER, Jean-Claude. Das Brigas aos Juegos Com Regras: Enfrentando a indisciplina na escuela. Ed. Artmed, 1993.

PARANÁ. Secretaria da educação do Estado do Paraná. Diretrizes Curriculares da Educação Básica do Estado do Paraná. – Educación Física - Paraná – (2008).

PINO, Angel. Violência, Educação e Sociedade: Um Olhar Sobre o Brasil Contemporâneo. Educ. Soc., Campinas, vol. 28, n. 100 - Especial, p. 763-785, out. 2007.




DOI: https://doi.org/10.30612/hre.v9i16.13128

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.