A influência motriz do estudante com transtorno do espectro autista em seu processo de alfabetização

Maira Cristiane Benites, Karolinne dos Santos Silva, Cidnei Amaral de Mello

Resumo


O desenvolvimento motor do estudante com TEA – Transtorno do Espectro Autista, não é critério de diagnóstico, mas, descrever como a dificuldade neste aspecto interfere em seu processo de alfabetização e, como esse fator causa impactos em sua vida cognitiva e social é relevante. Trata-se de transtornos do neurodesenvolvimento, caracterizados por alterações em dois domínios principais: comunicação social e padrões repetitivos ou restritos de comportamento, assim descrito na última edição do DSM-V. O objetivo geral deste trabalho é investigar de que maneira a Psicomotricidade pode contribuir com os estudantes autistas auxiliando nos aspectos motores, necessários para a aquisição da língua escrita. Buscou-se discorrer sobre o TEA, o que compreende o desenvolvimento motor de um estudante com esse diagnóstico, bem como, o processo de alfabetização e a inter-relação da motricidade com a língua escrita, sendo resultante de uma pesquisa de cunho bibliográfico, utilizando como fonte de pesquisa, livros e artigos do tema em questão, que podem ser encontrados em meios eletrônicos e escritos. Conclui-se que, mesmo com poucos estudos sobre o tema, o desenvolvimento motor tardio do estudante com TEA exerce influência no seu processo de alfabetização.


Palavras-chave


Transtorno do Espectro Autista. Desenvolvimento Motor. Psicomotricidade. Alfabetização.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, A. C.; NETO, F. L.. A Nova Classificação Americana Para os Transtornos Mentais – o DSM-5. Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva, v. 16, n. 1, p. 67-82, 1 abr. 2014.

CRATTY, B. Visual Perceptual Development in Perceptual and Motor Development in Infants and Children, MacMillan and Co. Nova Iorque, 1970.

DSM-V. In: AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION-APA. Manual diagnostico e estatísticos de transtornos mentais. 5. Ed. Porto Alegre, 2014. P. 50-59.

FERREIRA, C. M.; THOMPSON, R. (Org.). Imagem mental e socialização em Piaget. In: FERREIRA, Carlos a Matos; THOMPSON, Rita(Org.). Imagem e esquema corporal. São Paulo: Lovise, 2002.

FONSECA, V. Desenvolvimento Psicomotor e Aprendizagem. Artmed, 2008.

GONÇALVES, I. A. M. A psicomotricidade e as perturbações do espectro do autismo no centro de recursos para a inclusão da appda-lisboa. 2011, 258 f. (Dissertação Mestrado) – Universidade Técnica de Lisboa, Mestrado em Reabilitação Psicomotora, Lisboa.

GUPTA, A. R.; STATE, M. W. Autismo: genética, Revista Brasileira de Psiquiatria, São Paulo, v. 28, supl. I, p. 29-38, maio 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbp/v28s1/a05v28s1.pdf. Acesso em: 14 jun. 2019.

MATSON, J. L.; Mahan, S.; Fodstad J. C.; Hess, J. A; Neal, D. Motor skill abilities intoddlers with autistic disorder, pervasive developmental disorder-not otherwise specified, and atypical development. Res Autism Spect Dis 2010;4:444-49.

PROVOST, B., HEIMERL, S., LOPEZ, B. A comparison of motor delays in Young children: Autism Spectrun Disorder, developmental delay, and developmental concerns. J Autism Dev Disord 2007; 37: 321-28.

NETO, F. R. Manual de avaliação motora. 2ªed. Porto Alegre: Artmed; 2014. 140p.

NETO, F. R.; AMARO K. N.; SANTOS, A. P. M. ; XAVIER, R. F. C., ECHEVRRIETA, J. C.; MEDEIROS, D.L., et al. Efeitos da intervenção motora em uma criança com transtorno do espectro do autismo. Temas Sobre Desenvolvimento. 2013;105(19):110-4.

NETO, F. R..; AMARO, K. N.; PRESTES, D. B.; ARAB, C. O esquema corporal de crianças com dificuldade de aprendizagem. Revista de Psicologia Escolar Educac. 2011;15(1):15-22.

NETO, F. R.; SANTOS, A. P. M.; XAVIER, R. F. Camargo; AMARO, K. N. A importância da avaliação motora em escolares: análise da confiabilidade da escala de desenvolvimento motor. Ver. Bras. Cineantropom Desempenho Hum.2010;12(6):422-7.

SOARES, M. Alfabetização: a ressignificação do conceito. Alfabetização e Cidadania, nº 16, p 9-17, jul., 2003.

SOARES, M. Alfabetização: a ressignificação do conceito. Alfabetização e Cidadania, nº 16, p 9-17, jul., 2003.

SOARES, M. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte, Autêntica, 1998.

ZAFEIRIOU, D. V. A; VARGIAMI, E. Childhood autism and associated comorbidities. Brain Dev. 2007;29(5):257-72. Review.




DOI: https://doi.org/10.30612/hre.v9i16.13106

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.