A percepção de professores da rede estadual sobre a avaliação da aprendizagem

Jacimara Aparecida Mendes, Fabio Perboni

Resumo


A presente pesquisa investigou as concepções de avaliação que predominam no âmbito escolar, tendo como sujeitos os docentes do Ensino Fundamental de uma escola da Rede Estadual na cidade de Dourados / MS. A pesquisa inicialmente se deu por meio de análise bibliográfica sobre a temática, em seguida aplicamos questionário com o propósito de analisar em que medida os pressupostos da literatura se confirmam na prática. As leituras indicam que em geral os professores tem concepções equivocadas em relação à avaliação e usualmente não a compreendem como parte do processo de aprendizagem, pautados em princípios tradicionais ou em compreensões restrita sobre o próprio conceito de avaliação. Os resultados demonstraram que os docentes apresentam percepções homogêneas sobre a avaliação. Tais, resultados, longe de serem conclusivos, ajudam a compreender quais os conceitos que embasam a prática docente no momento de avaliar o seu aluno e a quem essa prática favorece no atual contexto educacional.

Palavras-chave


Ensino Fundamental. Avaliação Educacional. Aprendizagem. Concepção.

Texto completo:

PDF

Referências


BARRIGA, Ángel Díaz. Uma polêmica em relação ao exame. In: ESTEBAN, Maria Teresa (Org.). Avaliação: uma prática em busca de novos sentidos. 5. ed.- Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

ESTEBAN, Maria Teresa. A Avaliação no Cotidiano Escolar. In: ESTEBAN, Maria Teresa (Org.). Avaliação: uma prática em busca de novos sentidos. 5. ed.- Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

CARDANO, Mario. Manual de pesquisa qualitativa. A contribuição da teoria da argumentação. Tradução: Elisabeth da Rosa Conill. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2017.

FRANCO, Maria Laura P. Barbosa. Pressuposto Epistemológico da Avaliação Educacional. In: Sousa, C.P. de (Org.) Avaliação do Rendimento Escolar. 15. ed. Campinas: Papirus, 2008.

GARCIA, Leite Regina. A avaliação e suas implicações. No fracasso/sucesso In: ESTEBAN, Maria Teresa (Org), Avaliação: uma prática em busca de novos sentidos. 5. ed.- Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6 ed. São Paulo, Atlas 2008.

HOFFMANN, Jussara. Avaliação: Mitos & Desafios Uma perspectiva construtivista. 21. ed. Porto alegre; Educação e Realidade. 1991.

HOFFMANN, Jussara. Avaliação mediadora: uma prática em construção da pré-escola à universidade. Porto Alegre; Editora Mediação, 2009.

NEVES, Isabel Cristina. Avaliação da Aprendizagem: concepções e práticas de formadores de professores. Guarapuava; Unicentro. 2008.

PERRENOUD, Philippe. Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens – entre duas lógicas. Porto Alegre: Artmed, 1998.

SAUL, Ana Maria. Avaliação Emancipatória Desafios à teoria e à prática de Avaliação e reformulação de Currículo. Ed.Cortez 2 ed. 1996.

SOUSA, Sandra Zakia Lian. Revisando a teoria da avaliação da aprendizagem. In: Sousa, C.P. de (Org). Avaliação do Rendimento Escolar. 15. ed. Campinas: Papirus, 2008.

VASCONCELLOS, Celso dos S. Avaliação: Concepção Dialética-Libertadora do Processo de Avaliação Escolar. São Paulo: Libertad, 1995.

VASCONCELLOS, Celso dos S. Avaliação da Aprendizagem - Práticas de Mudança: por uma práxis transformadora. São Paulo: Libertad, 2003.

VIANNA, Heraldo Marelin. Avaliação Educacional: teoria-planejamento-modelos. São Paulo, ed Ibrasa, 2000.




DOI: https://doi.org/10.30612/hre.v9i16.10035

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.