História das mulheres e História pública: desafios e potencialidades de um ensino posicionado

Marta Gouveia de Oliveira Rovai, Lívia Nascimento Monteiro

Resumo


O texto apresenta uma discussão sobre as possibilidades do ensino de história das mulheres, em sua relação com a história pública e com o cenário conflituoso de avanços e opressões sobre  o  gênero  feminino,  no  Brasil.  Acreditamos  que  o  ensino  de  história  possa  promover processos  posicionados  no  reconhecimento  das  histórias  das  mulheres,  questionando narrativas históricas pretensamente neutras. Para isso, propomos algumas práticas, fazendo uso  de  narrativas  biográficas  ou  autobiográficas  femininas  (individuais  ou  em  rede)  e  de tecnologias diversas, para facilitar o acesso, a análise, a produção e o compartilhamento do conhecimento  histórico,  a  partir  de  demandas  do  presente  e  do  diálogo  com  diferentes públicos, dentro e fora da sala de aula.


Palavras-chave


Desigualdade de gênero. Ensino de história. História pública. História das mulheres.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBIERI,Sara. História Pública e consciência histórica. In: ALMEIDA, Juniele.R.; ROVAI, Marta G. (org.). Introdução à História Pública. São Paulo: Letra e Voz, 2011.

ALMEIDA, Juniele Rabêlo de; ROVAI, Marta Gouveia de Oliveira (Org). Introdução à história pública. São Paulo: Letra e Voz, 2011.

ANDRADE, Everardo; ANDRADE, Nívea. História pública e educação: tecendo uma conversa. experimentando uma tessitura In: MAUAD, Ana M.; ALMEIDA, Juniele R.; SANTHIAGO, Ricardo. História Pública no Brasil: sentidos e itinerários. São Paulo: Letra e Voz, 2016, p..

ALVIM, Yara Cristina; MIRANDA, Sonia Regina. Sobre a cultura do tempo e o livro didático de História. História & Ensino, v. 14, p. 115-132, 2008.

BARTHOLO, Letícia; PASSOS, Luana; FONTOURA, Natália. Bolsa família, autonomia feminina e equidade de gênero: o que indicam as pesquisas nacionais? Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada.- Brasília : Rio de Janeiro : Ipea , 2017. – Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/8051/1/td_2331.PDF - acesso em 10 jun 2020.

BENEVIDES, Bruna G.; NOGUEIRA, Sayonara N. Bonfim (org). Dossiê dos assassinatos e da violência contra travestis e transexuais brasileiras em 2019. São Paulo: Expressão Popular, ANTRA, IBTE, 2020. Disponível em: https://antrabrasil.files.wordpress.com/2020/01/dossic3aa-dos-assassinatos-e-da-violc3aancia-contra-pessoas-trans-em-2019.pdf. Acesso em: 20 fev. 2020.

BITTENCOURT, Circe. Ensino de História: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2004.

BONDÍA, Jorge Larrosa. Notas sobre a experiência e o saber da experiência. Revista Brasileira de Educação. n° 19, p. 20-28, jan/fev/mar/abr, 2002.

BRASIL. Com sete senadoras eleitas, bancada feminina no Senado não cresce. Agência Senado. Brasília. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2018/10/08/com-sete-senadoras-eleitas-bancada-feminina-no-senado-nao-cresce - Acesso em 12 dez 2019.

BRASIL. Balanço anual: Ligue 180 recebe mais de 92 mil denúncias de violações contra mulheres. Brasília: Ministério dos Direitos Humanos, 2019. Disponível em https://www.mdh.gov.br/todas-as-noticias/2019/agosto/balanco-anual-ligue-180-recebe-mais-de-92-mil-denuncias-de-violacoes-contra-mulheres. Acessado em 08/09/2019.

COLLING, Ana Maria; TEDESCHI. O ensino de história e os estudos de gênero na historiografia brasileira. História e Perspectivas, Uberlândia (53), p. 295-314, jan./jun. 2015.

CARVALHO, Bruno Leal; TEIXEIRA, Ana Paula T. História Pública e divulgação de história. São Paulo: Letra e Voz, 2019.

COSTA, Suely Gomes. Gênero e História. In: ABREU, Martha; SOIHET, Rachel (org.). Ensino de História: conceitos, temáticas e metodologia. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2003.

FERREIRA, Rodrigo de Almeida. O cinema na história pública: balanço do cenário brasileiro (2011-2015) In: MAUAD, Ana M.; ALMEIDA, Juniele R.; SANTHIAGO, Ricardo. História Pública no Brasil: sentidos e itinerários. São Paulo: Letra e Voz, 2016. p.133-147.

FERREIRA, Rodrigo de Almeida. Quais as relações entre a história pública e o ensino de história? In: BORGES, Viviane Trindade; MAUAD, Ana Maria; SANTHIAGO, Ricardo (org.) Que história pública queremos? What public history do we want? São Paulo: Letra e Voz, 2018.

FERREIRA, Lúcia de Fátima Guerra. (2007 FONSECA, Thaís Nivia de Lima. História e Ensino de História. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

FRISH, Michael. A história pública não é uma via de mão única ou De A Shared Authority à cozinha digital, ou vice versa In: SANTHIAGO, Ricardo; MAUAD, Ana M; ALMEIDA, Juniele R. (org.).História pública no Brasil: sentidos e itinerários. São Paulo: Letra e Voz, 2016, p.57-70.

GOMES, Nilma Lima. Relações étnico-raciais, educação e descolonização dos currículos. Currículo sem Fronteiras, v.12, n.1, p. 98-109, jan/abr 2012.

GOODSON, Ivor. Currículo: teoria e história. Petrópolis: Vozes, 1995.

HERMETO, Miriam; FERREIRA, Rodrigo de Almeida. Ensino de História e História Pública: um começo de conversa. Apresentação. Revista História Hoje, vol. 8, n° 15, p. 5-16, 2018.

KOSELLECK, Reinhart. Estratos do Tempo: estudos sobre a História. Rio de Janeiro: Contraponto, Editora PUC-RJ, 2014.

LEITE, Juçara. Fazendo gênero na história ensinada: uma visão além da (in)visibilidade. In: Secretaria de Educação Básica. Coleção Explorando o Ensino História, Ensino Fundamental. v. 21. 2010.

LIDDINGTON, Jill. O que é História Pública: os públicos e seus passados. In: ALMEIDA, Juniele Rabêlo de; ROVAI, Marta Gouveia de Oliveira (org). Introdução à história pública. São Paulo: Letra e Voz, 2011, p.31-50.

LOURO, Guacira Lopes. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. 2.ed. Tradução dos artigos: Tomaz Tadeu da Silva. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista Petrópolis: Vozes, 1997.

MEIHY, José Carlos S. B. Manual de História Oral. São Paulo: Loyola, 2005.

MIRANDA, Sonia Regina. Aprender e ensinar o tempo histórico em tempos de incertezas: reflexões e desafios para o professor de história. In: GONÇALVES, Márcia de Almeida; ROCHA, Helenice; REZNIK, Luis; MONTEIRO, Ana Maria (org.). Qual o valor da história hoje? Rio de Janeiro: Editora da FGV, 2012, p. 241-262.

PEREIRA, Nilton Mullet; SEFFNER, Fernando. Ensino de História: passado vivo e educação em questões sensíveis. História Hoje, v. 7, n. 13, p. 14-33, 2018.

PINSKY, Carla B. (org.). Gênero. In: Novos temas nas aulas de história. São Paulo: Contexto, 2013.

ROCHA, Helenice; MAGALHÃES, Marcelo; GONTIJO, Rebeca (org.) A escrita da história escolar: memória e historiografia. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 2009.

SANTHIAGO, Ricardo. Duas palavras, muitos significados: alguns comentários sobre a história pública no Brasil In: SANTHIAGO, Ricardo; MAUAD, Ana M; ALMEIDA, Juniele R. (org.) História pública no Brasil: sentidos e itinerários. São Paulo: Letra e Voz, 2016.

SCHMIDT, Benito. O historiador-curador: a experiência de realizar uma exposição histórica a públicos diversos In: MAUAD, Ana M.; ALMEIDA, Juniele R.; SANTHIAGO, Ricardo (org.). História Pública no Brasil: sentidos e itinerários. São Paulo: Letra e Voz, 2016.

SILVA, Cristiani Bereta da. O saber histórico escolar sobre as mulheres e relações de gênero nos livros didáticos de história. Caderno Espaço feminino, v. 17, p. 219-246, 2007.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

SOUZA, Rosa Fátima de. Cultura escolar e currículo: aproximações e inflexões nas pesquisas históricas sobre conhecimentos e práticas escolares. In: TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Petrópolis: Vozes, 2005.

TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Petrópolis: Vozes, 2005.

WANDERLEY, Sônia. Didática da História escolar: um debate sobre o caráter público da História ensinada In: RABELO, Juniele R.; MENESES, Sônia (org). História Pública em debate: patrimônio, educação e mediações do passado. São Paulo: Letra e Voz, 2018, p.95-108.




DOI: https://doi.org/10.30612/rehr.v14i27.12358

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.