A contribuição das feiras agroecológicas na UFMS/campus II e no condomínio Don El Chall para a soberania alimentar em Três Lagoas/MS

Glaucimar Alves Pinha, Rosemeire Aparecida Almeida

Resumo


A comercialização dos excedentes gerados pela agricultura familiar no Brasil é marcada pela deficiência de uma política agrícola que garanta preço justo para quem produz e qualidade para quem consome, sendo essa perda de controle sobre os recursos e, portanto, de soberania alimentar um dos resultados da Revolução Verde. Buscando contribuir para a superação desta crise é que foram desenvolvidos projetos na UFMS/Três Lagoas de fomento aos canais curtos de comercialização, no caso as feiras de base agroecológicas provenientes dos assentamentos rurais. A pesquisa objetivou-se acompanhar e analisar os principais resultados, para agricultores e consumidores, das Feiras agroecológicas promovidas pela Associação dos Agricultores Familiares do Assentamento “20 de Março” no ambiente universitário da UFMS/CPTL e no Condomínio Don El Chall. A pesquisa realizou-se por meio de estudos teóricos e aplicação de questionários estruturados e semi-estruturados. Conclui-se que a implantação das feiras melhorou as condições de renda dos agricultores-feirantes e diminuiu a distância entre agricultor e consumidor e melhorou o diálogo favorecendo o conhecimento dos caminhos da soberania alimentar.

Palavras-chave


Agroecologia. Soberania Alimentar. Feiras. Assentamento 20 de Março. Três Lagoas.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Rosemeire A. de. Contradições da Reforma Agrária no Bolsão/MS em Tempos de Impérios de Papel. In: COELHO, Fabiano; CAMACHO, Rodrigo S. (Orgs.). O campo no Brasil contemporâneo: do governo FHC aos governos petistas. Curitiba: Editora CRV, 2018. p. 273-296.

ALMEIDA, Rosemeire A. de. Dinamizando a agricultura camponesa e o consumo agroecológico em Três Lagoas-MS. Anais. VIII Simpósio Internacional de Geografia Agrária e IX Simpósio Nacional de Geografia Agrária. Curitiba, 2017. ISSN: 1980-4555.

ALMEIDA, Rosemeire A. de. A questão agrária, internacionalização e crise agroambiental. CAMPO-TERRITÓRIO: revista de geografia agrária. Edição especial do XXI ENGA-2012, p. 1-27, jun./2014.

ALMEIDA, Rosemeire A. de (Org.). A questão agrária em Mato Grosso do Sul: uma visão multidisciplinar. Campo Grande: UFMS, 2008.

ALMEIDA, Rosemeire A. (et al). A composição de renda nos assentamentos de reforma agrária na microrregião de Três Lagoas/MS: análise das atividades agrícolas e não-agrícolas. Três Lagoas, 2007. (Relatório de Pesquisa).

ALTIERI, Miguel. Agroecologia: a dinâmica produtiva da agricultura sustentável. 4ª ed. Porto Alegre : Editora da UFRGS, 2004

ALTIERI, Miguel. Agroecologia: bases científicas para uma agricultura sustentável. São Paulo: Expressão Popular/AS-PTA, 2012.

AZEVEDO, Melina Bandeira Antas de, NUNES, Emanoel Márcio. As Feiras da Agricultura Familiar: um Estudo na Rede Xique Xique nos Territórios Açu-Mossoró e Sertão do Apodi (RN). GEOTemas, Pau dos Ferros, Rio Grande do Norte, Brasil, v 3, n. 2(3), p. 59-74, jul./dez., 201 3.

BERGAMASCO, Sonia M. Assentamentos Rurais: reorganização do Espaço Produtivo e Processos de Socialização. In:__Assentamentos Rurais: Mudança Social e Dinâmica Regional. Rio de Janeiro: Mauad, 2004. 308p.

CRIVELLARO, C. et al..Agroecologia: um caminho amigável de conservação da natureza e valorização da vida / Núcleo de Educação e Monitoramento Ambiental – NEMA. Rio Grande: NEMA, 2008.

DAROLT, Moacir R., LAMINE, Claire, BRANDEMBURG, Alfi. A diversidade dos circuitos curtos de alimentos ecológicos: ensinamentos do caso brasileiro e francês. AS-PTA Revista Agriculturas. V. 10 - n. 2. Junho de 2013. Disponível em: http://aspta.org.br/revista-agriculturas/sobre-a-revista/

DAROLT, M.R. Conexão Ecológica: novas relações entre agricultores e consumidores. Londrina: IAPAR, 2012. 162 p.

JORNAL DO POVO. Falta de infraestrutura compromete assentamento. Disponível em: < http://www.jptl.com.br/?pag=ver_noticia&id=51831> Acesso em: 12 nov. 2012.

MEDEIROS, Gabriela N., ALMEIDA, Rosemeire A. Estudo da participação no PAA da Associação dos Agricultores Familiares do Assentamento “20 de março” em Três Lagoas/MS no tocante ao impacto na reprodução social das famílias associadas. Três Lagoas-MS. Relatório de Iniciação Científica (CNPq/UFMS), 2016.

MEDEIROS, Jocilene R. de. Educação No/DoCampo: os jovens camponeses estudantes e as transformações ocorridas nos últimos anos na região de Arapuá. Três Lagoas/MS. Monografia de Especialização em Educação do Campo. Três Lagoas-MS, 2016.

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO-MDA. Agricultura familiar no Brasil e Censo Agropecuário 2006. Brasília: MDA 2009.

NARDOQUE, Sedeval. Questão agrária no Território Rural do Bolsão/MS. In: Anais. XXIII Encontro Nacional de Geografia Agrária. Aracajú, nov. 2016.

ROSSET, Peter M.; MARTÍNEZ-TORRES, Maria Elena. Movimientos Sociales Rurales y Agroecología: Contexto, Teoría y Proceso. Trad. Viviana Tipiani. Ecology and Society, v.17, n.3. Disponível em: Acesso em: 20 de mai. 2017.

SCHMITT, Claudia Job. Transição agroecológica e desenvolvimento rural: um olhar a partir da experiência brasileira. Disponível em< file:///C:/Users/Usuario/Downloads/Transicao%20agroecologica%20e%20desenvolvimento%20rural%20(3).pdf> Acesso em: 20 de mai.2017.




DOI: https://doi.org/10.30612/el.v9i17.8591

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.