Os Usos Sociais do Ensino de Geografia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5418/RA2019.1528.0007

Palavras-chave:

Políticas educacionais, Ensino de geografia, Geografia escolar, Docência

Resumo

Este artigo pretende identificar algumas questões que foram colocadas para o ensino de geografia, a partir dos processos de elaboração e implementação da políticas de educação, a partir de 2015. Isso porque esses processos tencionam a zona de contato entre geografia e educação, em especial na vertente nomeada ensino de geografia. Para desenvolver a discussão, foram mobilizados os estudos de Pierre Bourdieu, especialmente o conceito de campo. Posteriormente, foi feito um esforço de caracterização e sistematização das abordagens que vem sendo feitas na interseção do campo da geografia com o campo da educação. A partir das contribuições de Bourdieu e da caracterização da vertente do ensino de geografia dentro do subcampo, o texto aponta movimentos e contradições deste e dos seus agentes, nas relações com outros campos, em especial o econômico e o político, no jogo das disputas e movimentos de consolidação e direcionamento do próprio subcampo. Por fim, e com base nas discussões aqui trazidas, são apresentadas algumas perspectivas sobre os rumos possíveis do subcampo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberto Marques, UFRJ

Professor do Departamento de Didática da Faculdade de Educação da UFRJ

Referências

BALL, Stephen J. Educação global S. A.: novas redes de políticas e o imaginário neoliberal. Ponta Grossa: UEPG, 2014.

BOURDIEU, Pierre. Os usos sociais das ciências – por uma sociologia clínica do campo científico. São Paulo: UNESP, 2004.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Editora Bertrand Brasil, 1989.

BOURDIEU, Pierre, Economia das trocas simbólicas. São Paulo: Editora Perspectiva, 1987.

CARVALHO, Janete Magalhães & LOURENÇO, Suzany Goulart. O silêncio de professores da educação básica pela estratégia de fazê-los falar. In Pro-posições. Campinas: Unicamp. Vol. 29, n. 2 (87), maio/agosto, 2018.

CALLAI, Helena Copetti & MORAES, Maristela Maria. Educação geográfica, cidadania e cidade. ACTA Geográfica, Boa Vista, Edição Especial, 2017, p. 82-100.

GONÇALVES, Amanda Regina. A geografia escolar como campo de investigação: história da disciplina e cultura escolar. In Revista Bibliográfica de Geografia y Ciencias Sociales. Barcelona: Universidade de Barcelona. Vol. XVI, n. 905, 15 de enero de 2011. Versão online, disponível em <http://www.ub.edu/geocrit/b3w-905.htm#_edn9>, acessado em 10 de julho de 2019.

HATO, Júlio Takahiro. Geografia da educação. 2010. 141 f. (Mestrado em Geografia). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Geografia da educação brasileira. Brasília: O Instituto, 2000.

SANTOS, Paulo Rodrigues dos. Entre o ensino de geografia e a geografia escolar: reflexões críticas. In TRINDADE, G. A. & CHIAPETTI, R. J. N. (Org.). Discutindo a geografia: razões para se (re)pensar a formação do professor. Ilhéus: Editus, 2007.

Downloads

Publicado

04/05/2020

Como Citar

Marques, R. (2020). Os Usos Sociais do Ensino de Geografia. Revista Da ANPEGE, 15(28), 175–195. https://doi.org/10.5418/RA2019.1528.0007

Edição

Seção

Seção Temática - Educação Geográfica