Saberes históricos na educação infantil: alguns apontamentos e necessidades

Cristiane Aparecida Zambolin Teodoro, Camila José Galindo

Resumo


As reflexões contidas neste texto são resultantes de uma pesquisa que se desenvolveu no âmbito do Grupo de Investigação sobre o Ensino e as Necessidades Formativas de Profissionais da Educação – CNPq/UFMT, a qual buscou identificar a representação de necessidades que professoras da Educação Infantil têm acerca da construção de saberes históricos junto as crianças. O tema em questão foi escolhido em função da emergência de conhecimentos sobre a perspectiva do ensino e de práticas pedagógicas relacionadas a construção de saberes históricos junto as crianças bem como de precisar necessidades formativas a partir da voz dos sujeitos. A metodologia utilizada para a realização da pesquisa de cunho empírico assenta-se no método de Discrepância utilizado para analisar necessidades formativas, o qual consiste em evidenciar discrepâncias entre o real e o ideal. A análise dos dados permite afirmar que a pluralidade existente na formação dos saberes docentes interfere na concepção de História das docentes, induzindo suas práticas pedagógicas. Apontamos a conscientização das lacunas e carências evidenciadas como condição para promover práticas educativas experienciais, voltadas à construção de conhecimentos históricos, condizentes com a aprendizagem na infância.

Palavras-chave


Necessidades Formativas de professoras. Saberes Históricos. Educação infantil.

Texto completo:

PDF


Fronteiras: Revista de História - PPGH/FCH/UFGD
 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.