Artes da memória de povos em diáspora: História e Pedagogia em “condições de enunciação”

Maria Antonieta Antonacci

Resumo


Em intervenções críticas à colonialidade e ao racismo, desconstruindo seus discursos e práticas históricas engendradas, em investimentos na contramão de seus desígnios, apontamos possibilidades de rearticular vínculos sociais no sentido de uma virada cultural. Em direção interdisciplinar, intertextual, intercultural, em diálogos comunitários, repensamos abordagens na produção/transmissão de conhecimentos históricos, reorganização curricular, práticas de ensino/aprendizagem a partir do potencial de opções pedagógicas descoloniais contidas nas Leis n. 10.639/2003 e 11.645/208, para o ensino básico e fundamental.

Palavras-chave


Pós-colonial. Antirracial. Lutas culturais. “Opções decoloniais”.

Texto completo:

PDF


Fronteiras: Revista de História - PPGH/FCH/UFGD
 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.