Mulheres e a história aprendida nos livros didáticos: análise de coleções didáticas

Ana Maria Marques, Ana Carolina do Nascimento Albuquerque

Resumo


Este artigo parte do diagnóstico de invisibilidade das mulheres nos livros didáticos de História e aborda a importância de considerar a interseccionalidade de raça e classe nas análises de gênero. Analisa a trajetória de pesquisas sobre livros didáticos, os avanços identificados por meio do PNLD 2018, as indicações do Guia dos Livros Didáticos e duas coleções didáticas: História, Sociedade & Cidadania e História das cavernas ao terceiro milênio. Apesar do crescimento dos estudos de gênero, a pesquisa aponta para uma ausência de mulheres e ainda mais do protagonismo delas.


Palavras-chave


Mulheres. Gênero. História. Livros didáticos.

Texto completo:

PDF HTML ePUB

Referências


ALMEIDA, Silvio Luiz de. O que é racismo estrutural? Belo Horizonte: Letramento, 2018.

ANDRADE, Luísa Teixeira; SIMAN, Lana Mara de C. In: GALZERANI, Maria Carolina Bolvério; BUENO, João Batista Gonçalves; PINTO Jr., Arnaldo. Paisagens da pesquisa contemporânea sobre o Livro Didático de História. Jundiaí: Paco Editorial; Campinas: Centro de Memória: UNICAMP, 2013.

BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. O saber histórico na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2015.

BRASIL. IBGE. Estatísticas de Gênero: Indicadores sociais das mulheres no Brasil. 2016.

BRAICK, Patrícia Ramos; MOTA, Myriam Becho. História – Das Cavernas ao Terceiro Milênio. 4. Ed. São Paulo: Editora Moderna, 2016.

BOULOS JÚNIOR, Alfredo. História: Sociedade & Cidadania. 2. ed. reformulada. São Paulo: FTD, 2016.

CARNEIRO, Sueli. Mulheres em movimento: contribuições do feminismo negro. In: Hollanda, Heloisa B. (org.) Pensamento feminista brasileiro: formação e contexto. Rio de janeiro: Bazar do tempo, 2019.

CERQUEIRA, D. et al. Atlas da Violência – 2019. Rio

de Janeiro: Ipea/FBSP. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/relatorio_institucional/190605_atlas_da_v iolencia_2019.pdf

CHARTIER, Roger. A aventura do livro: do leitor ao navegador. Tradução Reginaldo de Moraes. São Paulo: Editora: UNESP, 1999.

CHOPPIN, Alain. História dos Livros Didáticos e das edições didáticas: sobre o estado da arte. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 30, n. 3, p. 549-566, set./dez.2004.

CRENSHAW, Kimberlé. Documento para o encontro de especialistas em aspectos da discriminação racial relativos ao gênero. Revista Estudos Feministas, v. 10, n. 1, 2002.

DAVIS, Angela. Mulheres, Raça e Classe. São Paulo: Boitempo, 2016.

FONSECA, Thais Nivia de Lima e. Livro didático de História: lugar de memória e formador de identidades. In: Anais do Simpósio Nacional da Associação Nacional de História, Florianópolis, 1999. p. 203-212. Disponível em: https://anpuh.org.br/index.php/documentos/anais/category-items/1-anais-simposiosanpuh/21-snh20?start=20

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. 8. Ed. Rio de janeiro: Graal, 1989.

FRANCO, Aléxia; ZAMBONI, Ernesta. Apropriação docente dos livros didáticos de História. In: GALZERANI, Maria Carolina Bolvério; BUENO, João Batista Gonçalves; PINTO Jr., Arnaldo. Paisagens da pesquisa contemporânea sobre o Livro Didático de História. Jundiaí: Paco Editorial; Campinas: Centro de Memória: UNICAMP, 2013.

GUIA de Livros Didáticos: PNLD 2018. História: ensino médio. Brasília: Ministério da Educação/Secretaria de Educação Básica, 2017.

HOOKS, Bell. Olhares negros: raça e representação. São Paulo, Editora Elefante, 2019.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, História e Educação: construção e desconstrução. Revista Educação e Realidade. v. 20. 1995.

PEDRO, Joana Maria. Traduzindo o debate: o uso da categoria gênero na pesquisa histórica. História. São Paulo, v. 24, n. 1, p. 77-98, 2005.

PEDRO, Joana Maria, SOIEHT, Rachel. A emergência da pesquisa da História das Mulheres e das Relações de Gênero. Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 27, n. 54. 2007.

RIBEIRO, Djamila. Quem tem medo do feminismo negro? São Paulo. Companhia das Letras, 2018.

RICH, Adrienne. Heterossexualidade compulsória e existência lésbica. Natal: UFRN. Revista Bagoas – Estudos Gays, Gênero e Sexualidade. n. 05. 2010.

ROCHA, Helenice. O livro didático de História em análise: a força da tradição e transformações possíveis. In: ROCHA, Helenice; REZNIK, Luis; MAGALHÃES, Marcelo de Souza. Livros didáticos de história: entre políticas e narrativas. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2017.

SCHMIDT, Maria Auxiliadora; CAINELLI, Marlene. Ensinar História. São Paulo: Scipione, 2009.

SCOTT, Joana W. Gênero: uma categoria útil de análise. Revista Educação e Realidade. Porto Alegre, v. 20, n. 2, jul/dez., 1995.

SCOTT, Joana W. Prefácio a “Gender and politics of history”. Campinas/SP: Cadernos Pagu, n. 3, 1994.




DOI: https://doi.org/10.30612/frh.v22i39.12573

Fronteiras: Revista de História - PPGH/FCH/UFGD
 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.