A estética da fé: ecos de uma Democracia Encurralada

Lia Beatriz Teixeira Torraca

Resumo


O que aproxima duas figuras políticas como Recep Tayyip Erdogan, atual Presidente da República da Turquia, e Marcelo Crivella, Prefeito do Rio de Janeiro, eleito em 2016?  Buscar respostas para esta pergunta pode ajudar a compreender a atualidade política do Rio de Janeiro.  Certamente não é a religião que os aproximam, mas as trajetórias políticas que foram forjadas para além de uma estética religiosa.  Observar a trajetória de Erdogan pode ajudar na visualização dos aspectos que identificam uma Democracia Encurralada. Através dessa observação é possível verificar semelhanças que auxiliam na análise sobre as transformações sofridas pela cidade do Rio de Janeiro, durante a última década, que refletem na vida política brasileira.  Este artigo pretende demonstrar que a fé é capaz de transformar a percepção social, provocando um movimento de abertura ou fechamento do sistema social; uma estética de fé que pode ser capaz de modificar radicalmente as formas do estado.   


Palavras-chave


Democracia. Estética. Fé. Política.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor W. Teoria Estética. Madri: Ediciones Akal, Madrid, 2004.

___ Dialética Negativa. Rio de Janeiro: Zahar Editora, 2009.

AGAMBEN, Giorgio. Estado de Exceção. Homo Sacer, II. São Paulo: Boitempo, 2ª edição, 2004.

ARENDT, Hannah. Da Violência. Download da obra, disponível na página: . Acesso em: 13 set 2014.

CASTELLS, Manuel. Redes de Indignação e Esperança: movimentos sociais na era da internet. Rio de Janeiro, RJ: Editora Zahar, 2013.

___ A Sociedade em Rede. Volume I. São Paulo, SP: Editora Paz e Terra Ltda., 2010.

CORTINA, Adela. Aporofobia, el rechazo al pobre. Barcelona: Espasa Libros, 2017.

DEBORD, Guy. La Société du Spectacle. Download do arquivo . Acesso em: 25 ago 2013.

DE CERTEAU, Michel. A Invenção do Cotidiano. Artes de Fazer. Petrópolis: Editora Vozes, 1998.

GIDDENS, Anthony. Mundo em descontrole. Rio de Janeiro: Editora Record ltda., 6ª edição, 2007.

KEYDER, Çaglar. Istanbul: between the global and the local. Maryland: Rowman & Littlefield Publishers, Inc., 1999.

KOSEBALABA, Hasan. The Impact of Globalization on Islamic Political Identity. The Case of Turkey. Sage Publications, vol. 168 – no.1 – summer 2005; pp. 27-37.

LUHMANN, Niklas. A Realidade dos Meios de Comunicação. São Paulo: Paulus, 2005.

____ El arte de la sociedad. México: Editorial Herder, 2005.

MERLEAU-PONTY, Maurice. O primado da percepção e suas consequências filosóficas. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2015.

SATIE, Luis. Teoria Estética do Direito: um estudo da forma em Kant, Hegel e Adorno. São Paulo: Clube de autores, 2009.

TORRACA, Lia B. T. Democracia Encurralada: os reflexos das manifestações de 2013 no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Lumen Juris Editora, 2016.

____ A Cornered Democracy: The Echoes of the 2013 Demonstrations in Rio de Janeiro and the Architecture of a Crisis. In: ALVARES, Lucia Capanema e Barbosa, Jorge (eds). Urban Public Spaces: From Planned Policies to Everyday Politics. Cham, Suíça: Springer Nature, 2018.

VALLET, Elisabeth A. Borders, Fences and Walls: State of Insecurity? London: Routledge, 2016.

VENTURA, Zuenir. Cidade Partida. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

VITAL DA CUNHA, Christina. Oração de Traficante: uma etnografia. Rio de Janeiro: Garamond, 1ª edição, 2015.

WHITE, Jenny B. Muslim nationalism and the new Turks. New Jersey: Princeton University Press, 2013.

____ Islamist mobilization in Turkey: a study in vernacular politics. Seattle: University of Washington Press, 2002.

WATZLAWICK, Paul. A Realidade é Real? Lisboa: Relógio d´Água Editores Lda., 1991.




DOI: https://doi.org/10.30612/videre.v10i20.8213

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/

 
 
 
Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.