KANT E O PARADIGMA KANTIANO NAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Andrew Hurrell, Carlos Henrique Canesin

Resumo


É com grande prazer que a Revista Videre apresenta este artigo, em tradução inédita, como parte do projeto que objetiva oferecer aos seus leitores textos de alta qualidade, de autores internacionalmente renomados, de forma a contribuir para a difusão do conhecimento e facilitar o acesso à literatura internacional dentro da academia brasileira. Esta peça é a segunda de uma série de traduções com que contará o projeto, sempre prestigiando cada número vindouro de nossa revista com a contribuição de um prestigiado acadêmico internacional.

O presente artigo foi publicado por Andrew Hurrel, um dos mais renomados autores dentro da tradição da sociedade internacional e também um excelente brasilianista, no início da década de 1990. Embora tenha uma idade razoável, este texto é uma obra de seminal importância para o estudo das relações internacionais e do direito internacional especialmente para aqueles interessados nos dilemas do estatismo e do cosmopolitismo. As carac­terísticas individuais do autor quanto ao estilo, composição de longos parágrafos e utilização de referências a conceitos nos originais em francês e alemão foram mantidas. Espero que os leitores considerem o texto agradável e útil aos seus estudos.


Palavras-chave


Paradigma kantiano; Relações internacionais

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/videre.v2i4.1066



 
 
 
Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.