Política Comercial Externa do Brasil e dos Estados Unidos: formulação, instituições e especificidades

Filipe Almeida do Prado Mendonça, Haroldo Ramanzini Júnior

Resumo


O objetivo deste artigo é discutir os processos de formulação de política comercial externa do Brasil e dos Estados Unidos. Tendo em conta a influência do caso e da literatura norte-americana na discussão do tema, o exercício de ampliar o número de observações e a perspectiva de análise pode trazer ganhos analíticos. Ao analisar os casos brasileiro e norte-americano, uma das hipóteses desenvolvidas é que não há um desenho institucional melhor, mais eficiente e legítimo que o outro, da mesma forma que não é clara a relação de causalidade entre um tipo específico de processo decisório doméstico e o sucesso de uma determinada demanda internacional. O artigo explora a relação entre a formulação de política comercial externa e o nível de abertura do processo decisório, o papel dos desenhos institucionais e as especificidades históricas.

Palavras-chave


Política Comercial Externa. Economia Política Internacional. Análise de Política Externa.

Texto completo:

PDF


Monções: Revista de Relações Internacionais da UFGD - ISSN 2316-8323 - Dourados - MS, Brasil.

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.