Perseguir o inatingível: repensando a construção de ameaças a partir de uma perspectiva lacaniana

Leonardo Mendonça Ventura, Rafael Moscardi Pedroso

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo analisar as relações entre o conceito lacaniano de fantasia e a construção de ameaças. A ideia central do artigo é pensar como determinadas fantasias de segurança servem para sustentar a efetivação do que aqui se entende como a narco-necropolítica filipina. Entendemos o conceito de fantasia como uma narrativa imbuída de desejo através da qual os sujeitos fazem sentido do mundo. Dessa forma, argumentamos que, no campo da segurança, a fantasia é um mecanismo de produção de realidade que mobiliza um desejo inatingível por segurança e tanto promete uma solução simplificada das contradições, quanto acaba legitimando a classificação de outros como ameaças e o emprego de violência e de dispositivos de necropolítica por parte do Estado contra esses corpos. O trabalho surge motivado pelos esforços teóricos em teoria psicanalítica dentro de Relações Internacionais, além de dialogar com autores de outras disciplinas que utilizam esse instrumental de análise. Esperamos que esse artigo consiga desafiar alguns conceitos pré-estabelecidos em teoria de Relações Internacionais, especificamente em estudos de segurança, e demonstrar a importância da fantasia enquanto categoria de análise interessante para a compreensão da política internacional.

Recebido em: setembro de 2019

Aceito em: março de 2020



Palavras-chave


Fantasia. Desejo. Ameaça.

Texto completo:

PDF

Referências


AL JAZEERA. Philippines: President Duterte's allies dominate Senate race. 2019. Disponível em: https://www.aljazeera.com/news/2019/05/philippines-president-duterte-allies-dominate-senate-race-190522061325987.html. Último acesso em: 22 de agosto de 2019.

ASPINWALL, N. Duterte Turns Death Squads on Political Activists. Foreign Policy. 2019. Disponível em: https://foreignpolicy.com/2019/06/10/duterte-turns-death-squads-on-political-activists/. Último acesso em: 22 de agosto de 2019.

BBC, Philippine President Duterte Son denies drug involvement. Disponível em < https://www.bbc.com/news/world-asia-41189557> Acesso em 24 de janeiro de 2020

BERLANT, L. Desire. In: STIMPSON, C. R. (Org); HERDT, G. (Org). Critical terms for the study of gender. University of Chicago Press, 2014.

BERLANT, L. Love. In: STIMPSON, C. R. (Org); HERDT, G. (Org). Critical terms for the study of gender. University of Chicago Press, 2014.

BERLANT, L. “Cruel Optimism” Duke University Press, New York, United States, 2013

BIGO, Didier. International Political Sociology In: WILLIAMS, Paul D. (Org.) “Security Studies: An Introduction”, Routledge, New York, 2008.

BIGO, D. WALKER, R.B.J “Political Sociology and the problem of the International”, Millennium: Journal of International Studies, Vol.35 No.3, pp. 725-739, 2007.

BUTLER, J. Quadros de guerra: quando a vida é passível de luto. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, v. 2009, 2015.

BUTLER, J. A vida psíquica do poder: teorias da sujeição. São Paulo, Autêntica, 2017.

BUZAN, B.; WAEVER, O.; DE WILDE, J. Security: a new framework for analysis. Boulder: Lynne Rienner, 1998

CALIWAN, C. L. Firing squad for drug traffickers: Senator-elect Bato. Phillipines News Agency. 2019. Disponível em: https://www.pna.gov.ph/articles/1073367. Último acesso em: 22 de Agosto de 2019.

DOLAR, M. “Cogito as the subject of the unconscious” In Cogito and the unconscious ed. Slavoj Zizek, Duke University Press, London, 1998.

DW. Duterte plans anti-communist 'death squad' in Philippines. 2018. Disponível em: https://www.dw.com/en/duterte-plans-anti-communist-death-squad-in-philippines/a-46484215. Último acesso em: 22 de agosto de 2019.

EBERLE, J. Narrative, desire, ontological security, transgression: fantasy as a factor in international politics. Journal of International Relations and Development, v. 22, n. 1, p. 243-268, 2019.

EDKINS, J. Poststructuralism & international relations: Bringing the political back in. Londres, Lynne Rienner Publishers, 1999.

FOUCAULT, M. Segurança, território, população. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

FOUCAULT, M. Em defesa da sociedade: curso no Collège de France (1975-1976). São Paulo: Martins Fontes, 2010.

GLYNOS, J.; STAVRAKAKIS, Y. Lacan and political subjectivity: Fantasy and enjoyment in psychoanalysis and political theory. Subjectivity, v. 24, n. 1, p. 256-274, 2008.

INQUIRER, Duterte Jokes: Rice shortage fault of drug addicts in rehab centers. The Inquirer. 27 de setembro de 2018. Disponível em

KRAUSE, K.; Michael, C. W. Broadening the Agenda of Security Studies: Politics and Methods. Mershon International Studies Review. Vol. 40 (1996); pp. 229-254.

KRAUSE, K.; Michael, C. W. Security and ‘Security Studies: Conceptual Evolution and Historical Transformation. In GHECIU, A.;

WILLIAM, C. W. (Orgs.) The Oxford Handbook of International Security. Oxford: Oxford University Press, 2018; pp. 14-28.

LACAN, J. “Escritos” "Escritos", Campo Freudiano no Brasil, Zahar, Rio de Janeiro, Brasil, 1998.

LACAN, J. The Seminar. Book II. The Ego in Freud's Theory and in the Technique of Psychoanalysis, 1954-55. Trans. Sylvana Tomaselli. New York: Nortion; Cambridge: Cambridge Unviersity Press, 1988.

LAPLANCHE J.; PONTALIS, J. B. The Language of Psychoanalysis, Polestar Wheatons, Reino Unido, 1973

MANDELBAUM, M. M. State, nation, society: The congruency fantasy and in/security of the body-national/social. Critical Studies on Security, v. 4, n. 2, p. 187-201, 2016.

MARU, D. CHR chief: Drug war deaths could be as high as 27,000. CBS. 2018. Disponível em: https://news.abs-cbn.com/focus/12/05/18/chr-chief-drug-war-deaths-could-be-as-high-as-27000. Último acesso em: 22 de agosto de 2019.

MBEMBE, A. Políticas da inimizade. Lisboa, Antígona, 2017.

MBEMBE, A. Necropolítica: Biopoder, soberania, estado de exceção. Rio de Janeiro: n-1 edições, 2018.

MORALES, N.J. Philippines Rodrigo Duterte appears to admit to extrajudicial killings saying they’re his ‘only sin’. REUTERS. 28 de setembro de 2018. Disponível em Acesso em: 2 de outubro

O ESTADO DE SÃO PAULO, Presidente filipino diz que matou uma pessoa a facadas quando tinha 16 anos O Estado de São Paulo. 10 de novembro 2017. Disponível em Acesso em: 1 de outubro

O ESTADO DE SÃO PAULO, Assim é Rodrigo Duterte, o presidente filipino que chamou Obama de ‘filho da puta. O Estado de São Paulo. 7 de setembro de 2016. Disponível em 35 Acesso em: 1 de outubro

O ESTADO DE SÃO PAULO. Rei dos insultos, Duterte chama oficial da ONU de ‘filho de uma prostituta O Estado de São Paulo. 5 de abril de 2018. Disponível em Acesso em: 1 de outubro

SANTOS, V. O. The Philippines Just Became More Authoritarian, Thanks to the People. The New York Times. 2019. Disponível em: https://www.nytimes.com/2019/05/24/opinion/philippines-duterte-election-senate.html. Último acesso em: 22 de agosto de 2019.

SOLOMON, T. Psychoanalytic Theory and Textual Interpretation. In: Interpretation in Political Theory. San Diego, Routledge, 2016. p. 219-242.

STAVRAKAKIS, Y. Lacan and the political (Thinking the political). San Diego, Routledge, 1999.

THE WASHINGTON POST. The U.N. must seek out the truth on Duterte’s death squads. 2019. Disponível em: Acesso em: 22 de agosto de 2019.

THE WORLD BANK. Philippines to Sustain Strong Growth amidst Local and Global Uncertainties. 2019. Disponível em: Acesso em: 22 de agosto de 201

WALKER, R.B.J. “Inside/outside: International Relations as Political Theory” Cambridge, Cambridge University Press, 1993

WALKER, R.B.J “International Inequality”, International Studies Association, Blackwell Publishing, Oxford and Malden, United Kingdom and United States, 2002

WALKER, R.B.J “The double outside of the modern international”, Ephemera, 6(1): 56-69, 2006

ZEVNIK, A. Lacan, Deleuze and world politics: Rethinking the ontology of the political subject. San Diego, Routledge, 2016.

ŽIŽEK, S. Fantasy as a political category: A Lacanian approach in Journal for Psychoanalysis of Culture and Society 1, pp. 77-85. 1996.

ŽIŽEK, S. The plague of fantasies. Nova York, Verso, 1997.




DOI: https://doi.org/10.30612/rmufgd.v8i15.11538

Monções: Revista de Relações Internacionais da UFGD - ISSN 2316-8323 - Dourados - MS, Brasil.

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.