Micropolítica escolar e o trabalho docente em Educação Física: os diferentes atores do cenário escolar, suas relações, disputas e alianças

Jônatas da Costa Brasil de Borba, Elisandro Schultz Wittizorecki, Fabiano Bossle

Resumo


O presente artigo é fruto de uma pesquisa que investigou a micropolítica escolar e o trabalho docente dos professores de Educação Física em duas escolas públicas na cidade de Porto Alegre/RS. O objetivo do estudo foi identificar que disputas e alianças ocorrem nas relações entre os diferentes atores no cenário escolar e compreender como estes movimentos se configuram e produzem efeitos no trabalho docente dos professores de Educação Física. Metodologicamente realizamos um estudo qualitativo e descritivo em duas escolas públicas estaduais na cidade de Porto Alegre/RS. As informações foram obtidas a partir de observações – registradas no diário de campo – e de entrevistas semiestruturadas, tendo como colaboradoras do estudo, três professoras de Educação Física. O trabalho de campo realizou-se durante o primeiro semestre de 2013 e as informações obtidas foram discutidas através da análise de conteúdo. O estudo nos permitiu compreender que as relações estabelecidas e reconstruídas no universo escolar podem influenciar o trabalho docente por meio das alianças, coalizões e conflitos em meio a diversidade de objetivos e diferentes formas de operar nas relações que atravessam a escola. Nesse sentido, o professorado de Educação Física pode se posicionar como aprendente em relação às dinâmicas da micropolítica escolar. Tais dinâmicas são peculiares a cada escola e desafiam os docentes a operarem de forma sensível e transformadora com os interesses dos partícipes da comunidade escolar e com seus projetos e pressupostos pedagógicos.

Palavras-chave


Educação Física escolar. Micropolítica escolar. Trabalho docente. Pesquisa Qualitativa.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.