Mulher e História: Da invisibilidade à sujeito de análise

Leandro da Silva Lunz

Resumo


A narrativa histórica que nos tem sido apresentada na cultura ocidental representa um modelo antropocêntrico do fazer histórico e consequentemente relegou às mulheres um papel de invisibilidade e silenciamento. A figura feminina foi construída como um modelo de submissão e impotência, sendo tratada como um objeto que deveria atuar no campus do privado. Refletir sobre os caminhos da historiografia até a consolidação de uma História das Mulheres implica em reconhecê-las como sujeitos da História e desconstruir a visão que privilegia a masculinidade como o modelo ideal a ser reverenciado. O desenvolvimento da nova história cultural aliado ao feminismo e novos paradigmas científicos contribuíram para a inserção das mulheres no estudo da História como sujeito que participou ativamente da construção histórica.

Palavras-chave


Narrativa Histórica. Mulheres. Sujeito.

Texto completo:

PDF

Referências


BOURDIEU, Pierre. “A ilusão biográfica”. In.: Razões práticas – Sobre a teoria da ação. Campinas: Papirus. 1996.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil S.A, 1992.

BURKE, Peter. Abertura: a nova história, seu passado e seu futuro. In: BURKE, Peter (Org.). A escrita da história: novas perspectivas. Tradução de Magda Lopes. São Paulo: UNESP, 1992.

CERUTTI, Simona. A construção das Categoriais Sociais. IN: BOUTIER, Jean e JULIA, Dominique (org.) Passados Recompostos: Campos e Canteiros da História. Rio de Janeiro: Editora UFRJ/ Editora FGV, 1998.

CERTEAU, Michel. A invenção do cotidiano: 1. artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 1994.

CHARTIER, Roger. A história cultural entre práticas e representações. Trad. Maria Manuela Galhardo. Lisboa: Difusão Editorial, 1988.

COSTA, Suely Gomes. Gênero e História. In: ABREU, Marta e SOIHET, Rachel. Ensino de História: conceitos, temáticas e metodologia. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2003, p. 190

DEL PRIORE, Mary. História das Mulheres: As vozes do silêncio. In: FREITAS, Marcos Cezar de (org.). Historiografia Brasileira em Perspectiva. São Paulo: Contexto, 1998, p. 220.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal,1979. 295 p

GINZBURG, Carlo. O fio e os rastros. São Paulo: Cia das Letras, 2007.

GINZBURG, Carlo. O inquisidor como antropólogo: uma analogia e as suas implicações. In: A micro-história e outros ensaios. Rio de Janeiro: Bertrand, 1991.

GONÇALVES, Andréa Lisly. História & Gênero. Belo Horizonte: Autêntica, 2006, p.48 e 49.

LE GOFF, Jacques. História e Memória. Campinas – SP Editora da Unicamp, 1990.

NADER, Maria Beatriz; RANGEL, Livia de Azevedo Silveira. Mulher e gênero em debate: representações, poder e ideologia. Vitória: EDUFES, 2014

PEDRO, J. M. Traduzindo o debate: o uso da categoria gênero na pesquisa histórica. História, Franca, v. 24, n. 1, p. 77-98, 2005.

PERROT, Michelle. Os excluídos da história: operários, mulheres e prisioneiros. Rio de Janeiro: Paz e Terra, (1992).

PERROT, Michelle. Minha história das mulheres. 2ª ed São Paulo: Contexto, 2012

RAGO, M. Os feminismos no Brasil: dos “anos de chumbo” à era global. Labrys, estudos feministas, nº 3. Janeiro/julho 2003. Disponível em: acesso em: 01 de fev. de 2015

RAGO, Margareth. As Mulheres na Historiografia Brasileira. In: SILVA, Zélia Lopes da (org.). Cultura Histórica em Debate. São Paulo: Editora da Unesp, 1995.

REVEL, JACQUES (org.). Jogos de escalas: a experiência da microanálise. Rio de Janeiro: Editora Fundação Getulio Vargas, 1998.

ROUSSO, Henry. A Memória não é mais o que era. In: AMADO, Janaina: FERREIRA. Marieta de Moraes (ORG). Usos e Abusos da História Oral. Rio de Janeiro, Editora FGV,2001.

SAFFIOTI, H. I. B. Gênero, patriarcado e violência. 2 ed. São Paulo: Perseu Abano, 2004.

SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria de análise histórica. Educação & Realidade, Porto Alegre, vol. 20, n. 2, p. 71-99, jul./dez. 1995.

SCOTT, Joan. História das Mulheres. In: BURKE, Peter. (org.) A Escrita da História: novas perspectivas. 4 ª ed. São Paulo: Editora UNESP, 1992.

SOIHET, Rachel; PEDRO, Joana Maria. A emergência da pesquisa da História das Mulheres e das Relações de Gênero. Revista Brasileira de História, vol. 27, núm. 54, dezembro, 2007, pp. 281-300.

SOIHET, Rachel. História das Mulheres. In: CARDOSO, Ciro F. S. e VAINFAS, Ronaldo (orgs.). Domínios da História: ensaios da teoria e metodologia. Rio de Janeiro: Campus, 1997, p. 276 e 279.

TEDESCHI, Losandro Antonio. As mulheres e a história: uma introdução teórico metodológica. Dourados, MS: Ed. UFGD, 2012. 144p.




DOI: https://doi.org/10.30612/rehr.v12i23.7829

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.