Geografias de a hard day’s night: espacializando os Beatles

Cláudio Benito Oliveira Ferraz, Jucimara Pagnozi Voltareli

Resumo


Este é o desdobrar da pesquisa de Iniciação Cientifica LINGUAGENS GEOGRÁFICAS: OUTROS SENTIDOS ESPACIAIS EM A HARD DAY’S NIGHT (Bolsa CNPq/UNESP), desenvolvida no Grupo de Pesquisa Linguagens Geográficas (GPLG). Focamos no diálogo entre linguagens geográficas, filosóficas e artísticas para contribuir com novos significados de referenciais geográficos já consolidados no contexto institucionalizado do universo escolar. Aqui vamos experimentar tal caminho por meio de encontros possíveis através dos escritos da chamada “filosofia da diferença”, notadamente por Gilles Deleuze, Felix Guattari e demais pensadores. Foi escolhido o filme A Hard Day’s Night (1964) para pensar o cinema como uma potência de significações à linguagem geográfica. Com as análises de alguns frames do filme, vamos abordar o sentido de sua composição a partir dos processos de subjetivação capitalista, os quais territorializam formas de expressar, agir, pensar e desejar, que delimitam a força espacial da vida na sociedade atual, os quais reverberam nos referenciais de localização e orientação dos jovens no mundo a partir do lugar em que se encontram.

Palavras-chave


Cinema. Geografia. Filosofia. Subjetivação. Espacialidade.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, J, L. Geografia e Cinema: Em busca de aproximações e do esperado. In: CARLOS, A, F, A. A Geografia na sala de aula. São Paulo: Editora Contexto, 2011.

BELLEZA, E. O. Manoel de Barros: Poesia intercessora de Geografias-Menores em vídeo. Revista Geografares, Edição Especial, pp.118-132, Janeiro-Agosto, 2014. Disponível em: Acesso em 23/01/2016.

BERGAN, R. (Org.). 501 filmes que merecem ser vistos. São Paulo: Larousse do Brasil, 2011.

DAVIES, H. A vida dos Beatles: a única biografia autorizada. Rio de Janeiro: Expressão e Cultura, 1968.

DELEUZE, G. Cinema 1: A imagem-movimento. São Paulo: Brasiliense, 1985.

______. Cinema 2: A imagem-tempo. São Paulo: Brasiliense, 2009.

______. Diferença e Repetição. Rio de Janeiro: Graal, 1988.

______; GUATTARI, F. O Que é a Filosofia? Rio de Janeiro: Editora 34, 1992.

DISTER, A. The Beatles. Porto: Centelha, 1982.

DIX, L. E. G. Os filmes dos “The Beatles” e os movimentos populares da década de 1960. 2010. 134 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Universidade Anhembi Morumbi, São Paulo, 2010.

FERRAZ, C. B. O. Imagem e geografia: considerações a partir da linguagem cinematográfica. Espaço & Geografi a, v. 15, n. 2, pp. 357-384, 2012.

______. Memória e política cultural: considerações geográficas a partir da fronteira. Cadernos de Estudos Culturais, v. 5, pp. 35-51, 2013.

FERRAZ, S. Deleuze, música, tempo e forças não sonoras. Arte filosofia. Ouro Preto: n. 9, p. 67-76, out. 2010.

GITLIN, T. Mídias sem limite. Rio de Janeiro: Civilização brasileira, 2003.

GOULD, J. Can’t buy me love: os Beatles, a Grã-Bretanha e os Estados Unidos. São Paulo: Larousse do Brasil, 2009.

GUATTARI, F.; ROLNIK, S. Micropolítica: cartografias do desejo. Petrópolis (RJ): Vozes, 1999.

HARRISON, G. I, me, mine. San Francisco: Chronicle Books, 2002.

LAZZARATO, M. Signos, máquinas, subjetividades. São Paulo: Edições SESC; São Paulo: N-1 Editora, 2014.

LIMA, L. C. Teoria da cultura de massas. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

MASSEY, D. Pelo espaço: uma nova política da espacialidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008.

MUGGIATI, R. A revolução dos Beatles. Rio de Janeiro: Ediouro, 1997.

OLIVEIRA JR., W M. Combates e Experimentações: singularidades do comum. In: FERRAZ, C. B. O.; NUNES, F. G. (Org.). Imagens, Geografias e Educação: intenções, dispersões e articulações. Dourados: Editora UFGD, 2013, pp. 303-314.

______. O que seriam as geografias de cinema? Revista TXT – leituras transdisciplinares de telas e textos. Belo Horizonte: Programa de Ensino, Pesquisa e Extensão A tela e o Texto da UFMG, n.2, s/p, 2005. Disponível em: Acesso em 12/05/2014.

PIMENTA, J. R.; SARMENTO, J; AZEVEDO, A. F. (Org.). Geografias Pós-coloniais – ensaios de geografia cultural. Porto: Editora Figueirinhas, 2007.

______; ______; ______(Org.). Ensaios de Geografia Cultural. Porto: Editora Figueirinhas, 2006.

REDAÇÃO VÍRGULA. Paul McCartney se diz assustado por ter feito parte dos Beatles, 2012. Disponível em . Acesso em: 29 de fev. 2016.

SCHNEIDER, S. J. 1001 filmes para ver antes de morrer. Rio de Janeiro: Sextante, 2012.

VOLTARELI, J. P. Linguagens geográficas: Outros sentidos espaciais em A Hard Day’s Night. Presidente Prudente: CNPq/UNESP, 2016.

WU, S-T. Privatização da cultura: a intervenção corporativa nas artes desde os anos 80. São Paulo: Boitetempo, 2006.




DOI: https://doi.org/10.30612/el.v8i15.7417

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.