Concessões de rodovias no Brasil: formação de grupos econômicos e concentração de capitais

Cássio Antunes Oliveira

Resumo


O capitalismo tem como um de seus princípios básicos a concentração de capitais. No setor de infraestrutura rodoviária, isto não é diferente, especialmente após a década de 1990, quando o neoliberalismo penetrou mais profundamente nas decisões políticas no Brasil. Nesse texto são analisadas as trajetórias de cinco grupos econômicos (Arteris, CCR, Ecorodovias, Invepar, Triunfo) e duas grandes empresas (A.B Concessões e Odebrecht TransPort) que atuam em concessões de rodovias no país. Também demonstramos que as concessões de rodovias se constituem em negócios altamente seguro e lucrativo. Os cinco grupos e as duas empresas analisadas concentram 14.192 dos aproximadamente 20 mil quilômetros de rodovias concedidas no Brasil.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5418/RA2017.1322.0004

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

 

 

 

 


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.