DA CLIMATOLOGIA GEOGRÁFICA À GEOGRAFIA DO CLIMA GÊNESE, PARADIGMAS E APLICAÇÕES DO CLIMA COMO FENÔMENO GEOGRÁFICO

João Lima Sant´Anna Neto

Resumo


Em 2001, com o trabalho “História da Climatologia no Brasil”, apresentado na forma de tese de Livre Docência, pretendi realizar uma releitura crítica da trajetória dos estudos geográficos do clima. Desde então, tenho buscado uma compreensão histórica e social do papel do clima como importante processo na produção do espaço (e do território), bem como agente de interferência no cotidiano da sociedade. Nesta perspectiva, esta reflexão apresenta uma proposta de revisão conceitual do clima como fenômeno geográfico substanciado pelas aplicações de seu conhecimento no entendimento do território, não apenas como elemento natural, determinado pelas leis físicas, mas, também, pelo significado de sua repercussão nas relações entre a sociedade e a natureza mediadas pela ação dos agentes sociais, que produzem espaços concretos nos mais variados níveis de segregação e vulnerabilidade.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5418/RA2008.0404.0004

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

 

 

 

 


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.