Processing of fruits of the Cerrado in the form of integrals jellies

Thâmilla Thalline Batista de Oliveira, Romulo Alves Morais, Poliana Guerino Marson, Silvana Marques Filgueiras Teixeira, Glêndara Aparecida de Souza Martins

Resumo


The native fruits occupy a prominent place in the cerrado ecosystem, being marketed in open fairs and with great popular acceptance. Therefore, it is necessary to process these fruits, since many of them are seasonal and highly perishable. Thus, the objective of this study is the integral use of fruits buriti, cajuí and murici in the form of jelly with substitution of commercial pectin for passion fruit albedo, as well as the evaluation of the feasibility of inclusion of this product in the school snack. Physicochemical analyzes of in natura and processed fruits were determined. Sensory analysis was performed using a hedonic scale of nine points. The results were submitted to analysis of variance and Tukey's test. No statistical differences were observed among in natura fruits in the parameters for ash, color, proteins, antioxidant activity and lipids. When analyzed the jellies were statistical differences for the values of pH, humidity, reducing and non-reducing sugars, carotenoids, antioxidant activity, lipids and vitamin C. The results in sensory analysis showed that there was no significant difference between the jellies as to the attributes of appearance, aroma, flavor and overall impression. In general, the analyzed fruits are considered acids and have high antioxidant activity.

Palavras-chave


Functional property, Quality, Sensory analysis

Texto completo:

PDF (English)

Referências


ALVES, C. Q.; BRANDÃO, H. N.; DAVID, J. M.; DAVID, J. P; LIMA, L. S. Avaliação da atividade antioxidante de flavonóides. Diálogos e ciência – Revista da rede ensino FTC, 5(12): 7-8, 2007.

AOAC INTERNATIONAL (1997). Official methods of analysis of the association of official analytical chemists. Arlington: 1997.

ASSIS, M. M. M.; MAIA, G. A.; FIGUEIREDO, E. A. T.; DE FIGUEIREDO, R. W.; MONTEIRO, J. C. S. Processamento e estabilidade de geléia de caju. Revista Ciência Agronômica, v. 38, n. 1, p. 46-51, 2008.

AVIDOS, F. D.; FERREIRA, L. T. Frutos do Cerrado – Preservação gera muitos frutos. Biotecnologia Ciência & Desenvolvimento. Brasília: v.3, n.15, pp 36-41, jul/ago 2000.

BARBOSA, S. D. et al.; Produtividade de duas espécies frutíferas nativas do Cerrado. Cadernos de Agroecologia, v. 10, n. 3, 2016.

BRAND-WILIAMS, W.; CUVELIER, M. E.; BERSET, C. Use of a free radical method to evaluate antioxidant activity. Food Science and Technology. Giorgia: v.28, n.1, pp 25-30, jun.1994.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução da Diretoria Colegiada - RDC nº 272, de 22 de setembro de 2005. Dispõe sobre o "Regulamento Técnico para produtos de vegetais, produtos de frutas e cogumelos comestíveis". Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Poder executive, Brasília, DF: 22 de setembro de 2005. Seção 1, p. 374.

CANUTO, G. A. B.; XAVIER, A. A. O.; NEVES, L. C.; BENASSI, M. T. Caracterização físico-química de polpas de frutos da Amazônia e sua correlação com a atividade anti-radical livre. Revista Brasileira de Fruticultura. Jaboticabal: v. 32, n. 4, pp 1196- 1205, dez. 2010.

CECCHI, H M. Fundamentos teóricos e práticos em análise de alimentos. Campinas: Editora UNICAMP, 2003, 207 p.

CHITARRA, M. I. F.; CHITARRA, A. D. Pós-colheita de frutas e hortaliças: fisiologia e manuseio. Lavras: UFLA, 2005. 785 p.

COSTA, N. Q.; ANDRADE, A. V. C.; CUNHA, E. M. F., MOREIRA, A. R. S. R; ARAÚJO, M. A. M. Determinação de compostos fenólicos e atividade antioxidante em polpa e casca do murici (Byrsonima Berbascifolia). Revista Nutrire. São Paulo: v. 36, n.11, pp 261-265, jun.2011.

ELEUTERIO, R. M. C. Variação do Teor de Acido Ascórbico e de b-caroteno em Suco e Geléia de Acerola (Malpighia glabra L.–Sinônimo M. punicifolia L.) Durante o Armazenamento. 1998. 77 f. Dissertação (Mestrado)- Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1998.

FERREIRA, M. G. R. Buriti (Mauritia flexuosa L.). Rondônia: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Centro de Pesquisa Agro florestal de Rondônia, [2005]. 1 folder.

FERREIRA, V. L. P. et al. Análise sensorial: testes discriminativos e afetivos. Campinas: SBCTA, 2000.

INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Normas analíticas do Instituto Adolfo Lutz: métodos químicos e físicos para análise de alimentos. 4ª ed. São Paulo (SP): Instituto Adolfo Lutz; 2005.

MARTINS, S. A.; ARRUDA, L. C. S.; OLIVEIRA, G. G. de; PINTO, D. M. Elaboração e análise microbiológica, sensorial e físico-química de geleia produzida com diferentes concentrações de polpa e casca de manga. Revista Eletrônica da Univag. n.9. 2013.

MONTEIRO, D. C. B.; SOUSA, W. C.; PIRES, C. R. F.; AZEVEDO, L. A.; BORGES, J. S. Caracterização físico-química do fruto e da geleia de murici (Byrsonima crassifólia). Enciclopédia biosfera, Centro Científico Conhecer - Goiânia, v.11 n.21; p. 2015.

PORTO, R. G. C. L.; Influência do estádio de maturação no teor de compostos bioativos e antioxidantes no cajuí (Anacardium humile St. Hill) e castanhola (Terminalia catappa L.). 2014. 65f. Tese (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Alimentos e Nutrição da Universidade Federal do Piauí, Teresina.

REINHARDT, D. H. R; MEDINA, V. M. Crescimento e qualidade do fruto do abacaxi cvs. Pérola e Smooth Cayenne. Pesq. Agropec. Bras., v. 27, n. 3, p. 435-447, 1992.

RUFINO, M. S. M.; ALVES, R. E.; BRITO, E. S.; MORAIS, S. M.; SAMPAIO, C. G.; PÉREZ-JIMÉNEZ, J.; SAURA, C. F. D. Metodologia Cientifica: Determinação da Atividade Antioxidante Total em Frutas pelo método de Redução do Ferro (FRAP). Fortaleza: Embrapa Agroindústria Tropical, 2006. 4p. Comunicado Técnico.

RUFINO, M. S. M.; FERNANDES, F. A. N.; ALVES, R. E.; BRITO, E. S. Free radical-scavenging behaviour of some north-east Brazilian fruits in a DPPH system. Food Chemistry. Columbus, v.114, n.2, p.693-695, 2009.

SOUSA, M. S. B; VIEIRA, L. M.; LUANNE, M.; LIMA, A. Perfil físico-químico, compostos bioativos e propriedade antioxidante do murici (Byrsonima Verbascifolia). Revista Nutrire. São Paulo, v. 36, n.11, pp.16-19, jun.2011.

SOUZA, V. R.; PEREIRA, P. A. P.; QUEIROZ, F.; BORGES, S. V.; CARNEIRO, J. D. S. Determination of bioactive compounds, antioxidant activity and chemical composition of Cerrado Brazilian fruits. Food Chemistry, v. 134, p. 381-386, 2012.

STONE, H.; SIDEL, J. Sensory evaluation practices. 3rd. ed. New York: Academic Press, 2005. 377 p.

VALLILO, M. I. et al. Caracterização química e valor nutricional dos frutos de Byrsonima myricifolia Griseb (Malpighiaceae) – alimento de aves silvestres. Revista Instituto Floricultura. São Paulo: v. 19, n. 1, pp. 39 -45, jun. 2007.




DOI: https://doi.org/10.30612/agrarian.v13i47.8958

Direitos autorais 2020 Agrarian

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/

Revista Agrarian

ISSN da versão online: ISSN 1984-2538
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.