Novos surtos populacionais de mosca-dos-estábulos no Mato Grosso do Sul: medidas de controle e prevenção

Samir Oliveira Kassab, Jairo Campos Gaona, Elisângela de Souza Loureiro, Thiago Alexandre Mota, Paulo Rogério Beltramin da Fonseca, Camila Rossoni

Resumo


Para a pecuária brasileira, a mosca-dos-estábulos, que durante muitos anos foi considerada uma praga secundária, têm atualmente atingido a condição de praga-chave, devido aos surtos cada vez mais frequente em função da expansão das áreas destinadas ao plantio da cana-de-açúcar. Entre os vários substratos utilizados para a oviposição da mosca, destacam-se os restos da cultura, torta de filtro e o terreno com vinhaça em áreas canavieiras, e o estrume, a terra com a urina e material orgânico em estábulos, além de malhadores e cochos nos locais de produção pecuária. Objetivando relatar os novos surtos da mosca-dos-estábulos em bovinos de Mato Grosso do Sul, foram compilados os dados referentes a visitas técnicas realizadas por profissionais da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), em usinas de açúcar e álcool e fazendas. No presente trabalho são discutidas ainda medidas de controle e prevenção, além de recomendações técnicas aos produtores, no intuito de prevenir futuros ataques da mosca.


Palavras-chave


Bovinos; cana-de-açúcar; mosca-dos-estábulos

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.