Deposição e composição de palhada residual em área com integração lavoura pecuária

Jeferson Tiago Piano, Jonas Francisco Egewarth, Vanessa Aline Egewarth, Eloisa Mattei, Bruna Thaina Bartzen, Paulo Sérgio Rabello de Oliveira

Resumo


Objetivou-se com o trabalho avaliar a produção, a composição química, bem como, o acúmulo de nutrientes, da cultura da aveia, sob diferentes manejos, ou a manutenção do pousio no período de inverno. O trabalho foi desenvolvido durante os anos de 2014 e 2015, em Latossolo Vermelho distroférrico, com delineamento de blocos casualizados em esquema de faixas, com testemunha adicional, com quatro repetições. Os tratamentos foram constituídos de duas densidades de semeadura da aveia IPR 126, e três manejos: sem pastejo, um pastejo e dois pastejos, além do tratamento pousio. Foram utilizadas vacas da raça holandesa para o pastejo. Determinou-se a deposição de palhada, os teores e o acúmulo de N, P, K, Ca, Mg, Mn, Zn, C, a relação C:N dos resíduos, após o ciclo de inverno. No ano de 2014, o pousio, influenciou negativamente a massa seca produzida, além do acúmulo de N, P, K, Mg e Mn. Também, neste ano, o número de pastejos influenciou negativamente o acúmulo de P, Mg, Zn e Mn. Em 2015, o pousio influenciou negativamente os teores de N e positivamente os teores C e a relação C/N, a interação densidade de semeadura x pastejos, influenciou positivamente o teor e acúmulo de P. As demais características estudadas não foram influenciadas. Os resultados demonstram que o manejo empregado, no período de inverno, interfere diretamente na quantidade e na qualidade dos resíduos vegetais.

Palavras-chave


Avena sativa, ILP, semeadura direta

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/agrarian.v10i37.6670

Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.