Efeito residual da aplicação de silicato de cálcio nos atributos químicos do solo e na produtividade da cana-soca

Alessandra Mayumi Tokura Alovisi, Grazielli Caroline Rocha Aguiar, Alves Alexandre Alovisi, Cezesmundo Ferreira Gomes, Luciene Kazue Tokura, Elaine Reis Pinheiro Lourente, Munir Mauad, Robervaldo Soares da Silva

Resumo


Trabalhos de pesquisa no Brasil e em outros países, com a utilização de silicato de cálcio, vem mostrando resultados promissores na cultura da cana- de- açúcar. Este trabalho objetivou avaliar o efeito residual da aplicação do silicato de cálcio como material corretivo de acidez do solo, nos atributos químicos do solo e na produtividade da primeira soqueira de cana-de-açúcar. O trabalho foi desenvolvido, em condições de campo, na Fazenda Escola da Anhanguera de Dourados-MS, com a variedade SB803250. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados, com quatro repetições. Os tratamentos foram constituídos de doses distintas de silicato de cálcio (0, 700, 1400, 2800, 5600 kg ha-1). No solo, a amostragem foi realizada aos 24 meses após a aplicação do silicato de cálcio, nas camadas de 0-0,2- e 0,20-0,40 m de profundidade, determinando os atributos químicos para fins de fertilidade do solo e a produtividade da cana-soca. O silicato de cálcio promoveu efeito residual benéfico nos atributos de acidez do solo após 24 meses da aplicação. A aplicação do silicato de cálcio, em pré-plantio, promoveu efeito residual positivo na produtividade da soqueira da cana-de-açúcar.


Palavras-chave


fertilidade do solo; Saccharum spp.; silício

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/agrarian.v11i40.6241

Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.