Estratégia para uniformização da maturação de frutos do cafeeiro

Felipe Santinato, Tiago de Oliveira Tavares, Rouverson Pereira da Silva, Carlos Diego da Silva, Antonio Tassio Santana Ormond

Resumo


A desuniformidade de maturação do cafeeiro é um dos principais problemas para realização eficiente da colheita mecanizada. Isto pois, dependendo do sistema de colheita adotado, eleva a quantidade de frutos verdes colhidos ou a quantidade de frutos secos caídos naturalmente. Uma das estratégias para driblar esta dificuldade é a utilização de “maturadores” capazes de retardar ou acelerar o processo do amadurecimento, visando maior uniformidade na maturação dos frutos. O presente estudo objetivou determinar a correta forma de utilização do retardador da biossíntese do etileno, quanto à dose e ao modo de aplicação, avaliando a uniformidade da maturação dos frutos, a eficiência de colheita e a quantidade de frutos no estádio cereja colhidos. Os tratamentos foram dispostos no esquema fatorial 3 x 2 + 1, delineados em blocos casualisados, com quatro repetições. Os tratamentos foram três modos de aplicação do produto Mathury® (planta inteira, 50% e 30% da parte superior da planta), duas doses (10,0 e 5,0 L ha-1), além de uma testemunha em que não aplicou-se o produto. O retardador deve ser aplicado em toda a planta, na dose de 5,0 L ha-1,pois eleva a porcentagem de frutos cereja na planta e colhidos, e a eficiência de colheita.

Palavras-chave


Colheita mecanizada, eficiência de colheita, qualidade do café

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/agrarian.v10i38.4448

Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.