Aplicação de ferro e silício na produção de mudas de eucalipto

Rafael Navas, João Marcos Costa Nunes, João Baptista Vasconcellos Junior

Resumo


Na produção de mudas de eucalipto, diferentes sistemas e técnicas são utilizados, incluindo a nutrição. No entanto, poucos estudos evidenciam a eficiência de micronutrientes para espécies florestais, em especial o uso de ferro e silício. Desse modo, o objetivo do presente trabalho foi avaliar o desenvolvimento de mudas de Eucalyptus urograndis com a aplicação de ferro e de silício, via foliar. O experimento foi instalado em um viveiro comercial de mudas de eucalipto em Capão Bonito/SP/Brasil. Para os tratamentos com ferro, as doses utilizadas foram: 0g/m-3; 1,2 g/m-3; 2,4g/m-3 e 3,6g/m-3de quelato de ferro. Para os tratamentos com silício foram utilizadas as doses de: 0g/m-3; 2,6g/m-3; 5,2g/m-3 e 7,8g/m-3de SiO2. Avaliou-se o incremento em altura aos 30 e 60 dias após aplicação (DAA), como também o teor de nutrientes nas folhas aos 60 DAA. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com dez repetições. Os resultados indicam que, com a aplicação de ferro na dose de 3,6g/m-3 houve incremento em altura de 63% aos 30 dias em relação a testemunha e maior absorção desse nutriente (cerca de 20% superior em relação a testemunha). Para silício, a dose de 2,6g/m-3 promoveu incremento em altura de 20% superior em relação à testemunha e 23% maior absorção desse nutriente.

Palavras-chave


Eucalyptus urograndis; viveiro florestal; nutrição vegetal; micronutrientes

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.