Manejo do nitrogênio em cobertura no arroz de terras altas em plantio direto

Renato Jaqueto Goes, Ricardo Antonio Ferreira Rodrigues, Anderson Teruo Takasu, Orivaldo Arf

Resumo


Este estudo teve como objetivo avaliar o efeito do nitrogênio em cobertura no arroz de terras altas em sistema plantio direto em região de cerrado de baixa altitude. O delineamento experimental foi em blocos casualizados em esquema fatorial 3 x 4 com quatro repetições. Os tratamentos foram constituídos de três fertilizantes nitrogenados (nitrato de amônio, sulfato de amônio e ureia) e quatro doses de N em cobertura (0, 40, 80 e 120 kg ha-1 de N) aplicados por ocasião do perfilhamento ativo aos 26 dias após a emergência das plântulas. As doses de N proporcionaram efeito linear crescente na altura de plantas. O número de espiguetas férteis respondeu à adubação nitrogenada em cobertura atingindo o máximo valor na dose de 40,5 kg ha-1. O melhor porcentual de colmos férteis foi obtido com a aplicação de 49,1 kg ha-1 de N em cobertura. A aplicação de ureia em cobertura proporcionou a formação de um maior número de panículas m-2 e produtividade de grãos e, a maior produtividade de grãos, foi obtida com 50,3 kg ha-1 de N em cobertura.

Palavras-chave


Fontes de nitrogênio, Oryza sativa L., semeadura direta

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.