Enraizamento in vitro do porta-enxerto de videira ‘VR043-43’: efeito do ANA e NaCl

Fabiolla Villa, Moacir Pasqual, Chrystiane Borges Fráguas, Juliana Costa de Rezende

Resumo


A micropropagação do porta-enxerto de videira é utilizada, entre outros fatores, na obtenção de plantas livres de vírus, em curto espaço de tempo e na preservação de germoplasma. Objetivou-se testar diferentes concentrações de NaCl e ANA adicionados ao meio ½ MS, no crescimento e enraizamento in vitro do porta-enxerto de videira. Segmentos nodais, oriundos de brotações preestabelecidas in vitro foram excisados e imediatamente inoculados em tubos de ensaio contendo 15 mL do meio de cultura. Os tratamentos consistiram de concentrações de NaCl e de ANA, em combinações que resultaram em 25 tratamentos e do porta-enxerto de videira ‘VR043-43’. O meio foi acrescido de 30 g L-1 de sacarose, solidificado com 6,0 g L-1 de ágar e o pH ajustado para 5,8, antes da autoclavagem a 121ºC e 1 atm por 20 minutos. Posteriormente à inoculação, os explantes foram transferidos para sala de crescimento a 25 +/- 2ºC, irradiância de 35 mmol m-2 s-1 e fotoperíodo de 16 horas. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualisado, utilizando-se de quatro repetições com 16 brotações cada. Após 70 dias, observou-se, mesmo em meio salino, a presença de raízes em brotações de ‘VR043-43’. Em altas concentrações de ácido naftaleno acético, o porta-enxerto de videira se desenvolve e se enraíza bem.


Palavras-chave


cultura de tecidos, meio MS, Vitis sp.

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.