Qualidade da Água em um Reservatório Neotropical Associado à Criação de Peixes em Tanques Rede: Reservatório de Itaipu

Dacley Hertes Neu, Wilson Rogério Boscolo, Odair Diemer, Douglas Jardelino de Camargo, Naihara Wächter, Aldi Feiden

Resumo


O cultivo de peixes em tanques rede proporciona a otimização do espaço e grande produção, mas por outro lado, há o risco do ambiente ficar eutrofizado quando não houver manejos adequados. O presente trabalho teve por objetivo verificar a qualidade da água na criação de peixes em tanques rede durante o período de um ano no reservatório da Itaipu Binacional. A coleta de água foi realizada mensalmente durante o ano de 2009 com o auxílio de uma garrafa de Van Dorn. Para o levantamento dos dados abióticos estabeleceram-se quatro estações de amostragem. Foram analisados os parâmetros oxigênio dissolvido, temperatura da água, condutividade elétrica, transparência, pH, fósforo, ortofosfato, amônia, clorofila-a e demanda bioquímica de oxigênio (DBO). Verificou-se que os parâmetros apresentaram diferenças estatísticas entre os meses de coleta com exceção da amônia e DBO. Contudo, o ambiente se manteve dentro da faixa propícia ao cultivo de peixes e não há indícios de deterioração da qualidade de água

Palavras-chave


Aquicultura, fatores físicos e químicos, sustentabilidade, cultivo superintensivo

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.