Comportamento ingestivo de cordeiros lactentes em azevém suplementados com glicerina bruta

Ana Carolina Ribeiro Sanquetta de Pellegrin, Cleber Cassol Pires, Rafael Sanches Venturini, Anderson Bortoluzzi Moro, Danielle Dias Brutti, Rodrigo Stochero Teixeira

Resumo


Esta pesquisa foi conduzida com o intuito de avaliar o comportamento ingestivo de cordeiros lactentes mantidos em pasto de azevém e suplementados com diferentes percentagens de inclusão de glicerina bruta no comedouro privativo. Foram utilizados 32 cordeiros lactentes distribuídos nos tratamentos: 0, 10, 20 e 30% de glicerina bruta, em substituição ao milho, no suplemento isoproteico (18% de PB) fornecido diariamente em quantidade equivalente a 2% do peso corporal. Não houve efeito (p>0,05) das percentagens de inclusão de glicerina bruta sobre as variáveis observadas no comportamento ingestivo. Contudo, pode-se observar efeito (p<0,05) dos turnos de avaliação sobre ócio, ruminação, pastejo e consumo de suplemento. A atividade de ócio foi maior no turno do meio-dia, o maior tempo despendido para o pastejo foi no turno da tarde e a maior atividade de ruminação dos cordeiros foi no turno da manhã. Houve interação percentagens de inclusão de glicerina bruta versus turno de avaliação para consumo de suplemento dos animais. Os cordeiros do tratamento em que a glicerina bruta não estava presente consumiram mais suplemento durante o turno do meio-dia. O comportamento ingestivo, mais especificamente as atividades de ócio, ruminação e pastejo, são alteradas pelos turnos de avaliação durante o dia. Cordeiros que ingeriram glicerina bruta alteraram o consumo de suplemento ao longo do dia.


Palavras-chave


ovinocultura; cordeiro

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.