Detection of fungi in rubber tree (Hevea brasiliensis) seeds harvested in northeast of Mato Grosso do Sul, Brazil

Gustavo de Faria Theodoro, Tays Silva Batista

Resumo


O cultivo da seringueira na região nordeste de Mato Grosso do Sul está se expandindo vertiginosamente e acredita-se que contribuirá para que o Estado se torne um grande produtor de látex nos próximos anos. O objetivo deste trabalho foi identificar o gênero e estimar a incidência de fungos encontrados em sementes de seringueira coletadas nos municípios de Cassilândia (CA) e Chapadão do Sul (CS), MS. Foram avaliadas 400 sementes oriundas de cada local e, para este fim, oito sementes foram dispostas em cada caixa de germinação (11 x 11 x 3,5 cm) com duas folhas de papel de filtro embebidas em solução salina a - 1,0 Mpa. Após incubação a 25oC, por sete dias, em fotoperíodo de 12 h, os fungos foram identificados por meio de sua morfologia e a média de incidência dos gêneros, em cada município, foi comparada por meio do teste de Tukey, a 5% de probabilidade. O delineamento experimental empregado foi o inteiramente casualizado, com 25 repetições, e cada parcela experimental foi representada por duas caixas de germinação, totalizando 16 sementes. Foram detectados 11 gêneros de fungos nas sementes coletadas em Cassilândia e apenas quatro nas obtidas em Chapadão do Sul. O gênero Fusarium, fitopatogênico, esteve em 63,5% e 49,8% das sementes de CA e CS, respectivamente . Já Rhizoctonia incidiu em 11,3% em CA e em 36,6% das sementes de CS. Foram identificados outros gêneros, que tiveram maior incidência significativa em Cassilândia, conforme segue: Aspergillus, Curvularia, elminthosporium,Penicillium, Rhizopus e Trichoderma.


Palavras-chave


patologia de sementes; patógenos; doença.

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.