Degradação ruminal da fibra em detergente neutro de gramíneas do gênero Cynodon spp em quatro idades de corte

Euclides Reuter de Oliveira, Flávio Pinto Monção, Rafael Henrique de Tonissi e Buschinelli Góes, Andréa Maria de Araújo Gabriel, Lais Valenzuela Moura, Beatriz Lempp, Daniela Espanguer Graciano, Amanda Thaisa Caetano Tochetto

Resumo


Objetivou-se por meio deste trabalho avaliar a degradabilidade ruminal da FDN da planta inteira de diferentes gramíneas pertencentes ao gênero Cynodon spp. em diferentes idades ao corte (28; 48; 63 e 79). O experimento foi realizado no campo agrostológico pertencente à Universidade Federal da Grande Dourados-MS. Foram utilizados três novilhos castrados, com 40 meses de idade e peso aproximado de 450 Kg, canulados no rúmen. As amostras foram incubadas em ordem decrescente de tempo no rúmen nos tempos de 96, 48, 36, 12, 6 e 0 horas. Foram avaliados cinco genótipos: Tifton 85; Jiggs, Russel, Tifton 68 e Vaquero. A fração “a” e “b” da FDN para o Tifton 68 foi de 14,49% e 60,78% aos 79 dias, respectivamente. O Tifton 68 apresentou melhores resultados de degradabilidade potencial e efetiva da FDN em todas as idades estudadas, diferindo significativamente (P<0,05) dos demais genótipos. O Jiggs e o Russel apresentaram os menores resultados de degradabilidade potencial da FDN em todas as idades trabalhadas. Pelos dados obtidos, em relação às frações e a degradabilidades, recomenda-se que os genótipos devem ser manejados a intervalos de 28 dias. A realização de cortes em idades avançadas (63 e 79 dias) não seria recomendada diante da diminuição do valor nutritivo das forragens.


Palavras-chave


tifton 68, tifton 85, jiggs, vaqueiro, russel

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.