Rendimento e desempenho agronômico da cultura do trigo em manejo com Azospirillum brasilense

Gleberosn Guillen Piccinin, Alessandro Lucca Braccini, Lilian Gomes de Morais Dan, Gabriel Loli Bazo, Keila Regina Hossa, Raissa Marrafon Ponce

Resumo


A inoculação das sementes com bactérias do gênero Azospirillum ssp. tem sido realizada em várias gramíneas com resultados pouco difundidos na triticultura nacional. Diante do exposto, o objetivo do presente trabalho foi avaliar a eficiência agronômica da inoculação de sementes Azospirillum brasilense nos componentes de rendimento da cultura do trigo. Neste contexto, foram conduzidos dois ensaios a campo em dois locais distintos (Maringá e Alto Piquiri). Os tratamentos foram constituídos por três doses de nitrogênio (0, 50 e 100 Kg ha-1) na ausência do inoculante e na presença de 50 kg ha-1 de N + três doses do inoculante (100, 150 e 200 mL 50 kg-1 de sementes) na formulação líquida Ab-V5 e Ab-V6, respectivamente. Foi utilizado delineamento de blocos ao acaso, com seis tratamentos e quatro repetições.  Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste L.S.D, aos 5% de probabilidade. Avaliaram-se as características agronômicas: número de espiguetas por espiga, número de grãos por espiga, número de espigas m-2, massa de 1.000 grãos, peso hectolítrico, bem como o rendimento. Pelos resultados obtidos, infere-se que a aplicação de meia dose de nitrogênio associada à inoculação das sementes com Azospirillum brasilense promoveu resultados positivos no desempenho agronômico e na produtividade da cultura do trigo.


Palavras-chave


Bactérias diazotróficas, inoculação, nitrogênio, Triticum aestivum L.

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.