Alternativas para a composição de cama de frango

Rodrigo Garófallo Garcia, Ibiara Correia de Lima Almeida Paz, Fabiana Ribeiro Caldara, Irenilza de Alencar Naas, Leonardo Wilian Freitas, Rodrigo Borille, Ana Flávia Basso Royer, Nayara Francisco Spindola

Resumo


Estão instaladas na região de Dourados-MS grandes empresas integradoras da área da avicultura que, juntamente com os produtores buscam formas mais eficientes de produção. A maravalha de madeira, que é geralmente empregada como cama de frango por possuir boas características para tanto, encontra-se atualmente em pouca disponibilidade. Algumas alternativas que vem sendo utilizadas na tentativa de substituir a maravalha foram pouco estudadas e carecem de resultados científicos quanto aos seus resultados finais. Diante disso, o objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho produtivo de frangos de corte (machos e fêmeas) criados sobre diferentes tipos de camas (maravalha, bagaço de cana-de-açúcar e capim napier). O experimento foi conduzido no Setor de Avicultura da FCA/UFGD. Foram utilizados 3240 pintos de corte de um dia de idade, sexados, e avaliados: consumo de ração, ganho de peso, conversão alimentar, mortalidade, peso vivo e rendimento de carcaça. O tipo de cama utilizada não influenciou no desempenho de frangos de corte de 1 a 42 dias de idade, sendo os materiais usados nesse estudo passíveis a utilização no aviário como alternativas em substituição ou complementação a maravalha. O desempenho das aves apresentou diferenças superiores apenas para os machos, com maior consumo de alimento, porém maior eficiência alimentar.


Palavras-chave


Maravalha de madeira. Capim Napier. Resíduos industriais da cana-de-açucar

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.