Sistema ecológico para tratamento de esgoto primário em assentamentos rurais do semiárido brasileiro

Rafael Oliveira Batista, Glícia Pinto Barra Reinaldo, João Marcelo Freire Segundo, Luis Cesar de Aquino Lemos Filho, Paulo Cesar Moura da Silva, Delfran Batista dos Santos

Resumo


O presente trabalho objetivou analisar o desempenho de sistema alagado construído e reator solar no tratamento de esgoto doméstico primário do assentamento Milagres em Apodi-RN. De 1 a 22 de dezembro de 2010, equivalente ao período de 48 a 70 dias após o plantio de capim elefante (Pennisetum purpureum), foram coletadas amostras do esgoto doméstico nas distintas etapas de tratamento, em quatro repetições no tempo, para determinação de características físico-químicas e microbiológicas referentes ao desempenho do sistema. Os resultados indicaram que houve remoção significativa de turbidez, coliformes totais e termotolerantes, demanda bioquímica de oxigênio, demanda química de oxigênio, sólidos totais, sólidos suspensos, fósforo total, nitrogênio total e óleos e graxas com o uso do conjunto de decanto-digestor com filtros biológicos, sistema alagado construído e reator solar. A combinação de radiação solar de 25,16 MJ m-2 d-1, lâmina de 0,10 m de efluente e tempo de exposição solar de 12 horas em Apodi-RN permitiu remoção de até 99,99% dos coliformes termotolerantes e o efluente tratado apresenta padrão microbiológico que atende as diretrizes estaduais para fertirrigação de cultivos agrícolas não consumidos crus.


Palavras-chave


Água residuária, sistema alagado construído, reator solar

Texto completo:

PDF




Revista Agrarian 
e-ISSN 1984-2538

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.