Avaliação do peso corporal e de características de carcaça de machos de codornas japonesas por idade de abate

Newton Tavares Escocard de Oliveira, Cláudia Paes dos Santos Escocard

Resumo


Esta pesquisa foi conduzida com o objetivo de avaliar o efeito de idade de abate sobre o peso corporal (PC), peso (PCR) e rendimento de carcaça resfriada (RCR), peso (PPR) e rendimento de peito resfriado (RPR) e peso (PCXSR) e rendimento de coxa e sobrecoxa resfriadas (RCXSR) de machos de codornas japonesas. Oitenta codornas com 21 dias de idade foram alojadas em oito boxes. No 35o e 49o dias de idade, quarenta codornas foram pesadas individualmente, abatidas, identificadas, congeladas e posteriormente descongeladas. Houve diferença (p<0,05) entre médias populacionais estimadas no 35o e 49o dia de idade para todas as características. Os intervalos de confiança estimados no 35o e 49o dias de idade variaram de 95,19 a 99,51 g e 111,68 a 116,72 g (PC); 57,76 a 61,14 g e 70,41 a 74,07 g (PCR); 60,44 a 61,56% e 62,83 a 63,61% (RCR); 22,62 a 24,14 g e 29,28 a 30,94 g (PPR); 23,61 a 24,35% e 25,98 a 26,74% (RPR); 15,39 a 16,43 g e 19,44 a 20,60 g (PCXSR) e 16,05 a 16,59% e 17,28 a 17,74% (RCXSR), respectivamente. Machos de codornas japonesas alimentados continuamente e à vontade apresentam melhores índices zootécnicos aos 49 dias de idade.


Palavras-chave


Coturnix japonica, intervalo de confiança, rendimento de coxa e sobrecoxa resfriadas, rendimento de peito resfriado

Texto completo:

PDF




Revista Agrarian 
e-ISSN 1984-2538

Licença Creative Commons

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.