Crescimento vegetativo e fenologia de ameixeira sob cultivo orgânico na Região de Delfim Moreira – MG

Ricardo de Souza Oliveira, José Darlan Ramos, Marcelo Caetano de Oliveira, Maria do Céu Monteiro Cruz

Resumo


O trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o crescimento vegetativo e a adaptação de cultivares de ameixeira sob cultivo orgânico em Delfim Moreira, MG. Foram plantadas mudas de ameixeira japonesa (Prunus salicina), de cinco cultivares as quais são Gulfblase, Irati, Reubinnel, Santa Rita e Leticia enxertadas sobre o pessegueiro Capdebosq. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com quatro repetições. Para determinar o desenvolvimento vegetativo das plantas foi avaliado: o diâmetro acima e abaixo do ponto de enxertia, altura de planta, número de pernadas, altura da primeira pernada, comprimento da pernada, diâmetro da copa, volume de copa e secção transversal do tronco. Na época da produção, registraram-se as seguintes características fenológicas: início da brotação, período de floração, época da frutificação e colheita. Para isso, foram realizadas observações diárias entre os meses de julho a dezembro de 2008. Foi avaliado semanalmente o diâmetro transversal do fruto e na colheita o rendimento da produção cada variedade. O crescimento vegetativo das cultivares de ameixeira foi satisfatório sob cultivo orgânico. As cultivares Gulfblaze, Irati e Reubinnel apresentaram boas possibilidades de cultivo na região e as cultivares Santa Rita e Letícia não produziram devido à falta de frio hibernal.


Palavras-chave


Prunus Salicina, fruticultura orgânica, ameixa, crescimento do fruto

Texto completo:

PDF


Revista Agrarian
ISSN da versão impressa: ISSN 1984-252X (Cancelada)
ISSN da versão online: ISSN 1984-2538

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.