Trabalho, progresso e a sociedade civilizada. As práticas médicas e as figurações do sertão mineiro na Primeira República

Florisvaldo Paulo Ribeiro Júnior

Resumo


O propósito deste artigo é compreender, através dos discursos e práticas médico-higienistas, as articulações entre os projetos de modernização que estiveram em curso no Brasil do final do século XIX, as representações acerca dos espaços interioranos do país e a produção imaginária do trabalhador nacional. Tentamos também narrar os modos pelos quais as elites da região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba no Estado de Minas Gerais se apropriam criativamente dessas representações na tentativa de transformarem-se em agentes da modernização.

Palavras-chave


Trabalho. Sertão. Minas Gerais.

Texto completo:

PDF


Fronteiras: Revista de História - PPGH/FCH/UFGD
 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.